De 1 a 11, a reportagem do portal Terceiro Tempo fez uma seleção de páginas sobre futebol com conteúdo, inteligência e criatividade

De 1 a 11, a reportagem do portal Terceiro Tempo fez uma seleção de páginas sobre futebol com conteúdo, inteligência e criatividade


Ednilson Valia, fale com o Jornalista clicando  Aqui   ou no twitter:  
@ eddycalabres


Há uma infinidade de sites sobre futebol que deixarão os internautas extremamente informados e cultos nos nichos que os grandes portais não alcançam na cobertura diária.

Pautas elaboradas fugindo do lugar comum e permeando curiosidades, arquitetura, ilustração, vídeos, fotos, memória, camisas e literatura. Tudo isso consiste em boa parte dos aspectos do esporte bretão centrados por um cuidado, atenção e muitas vezes uma iniciativa sem propósitos financeiros, mas recheados de paixão dando conjectura as reminiscências entre o ludopédio e o inconsciente humano.

O “Verminosos por Futebol”, um website cearense, criado pelo jornalista Rafael Luiz Azevedo, diz ter fugiu do óbvio e buscou um conteúdo que não existe na mídia esportiva: “Cerca de 120 matérias já foram feitas por veículos de comunicação e blogs sobre personagens que apareceram primeiro em meu site. O caso de maior destaque foi a matéria sobre Mikey Wilson, talvez o anônimo mais famoso do futebol mundial, que nunca teve sua história detalhada, até quando o localizei.”

A arquiteta Lillian Oliveira ousou ao criar um blog totalmente dedicado a arquitetura do futebol: “Eu me formei em Arquitetura e Urbanismo pelo Mackenzie e como trabalho final de graduação eu desenvolvi um projeto para o estádio do Corinthians, na época ainda inexistente, lá em Itaquera mesmo. Tive muita dificuldade de conversar com profissionais especializados e de encontrar material detalhado e técnico sobre estádios e arquitetura esportiva em geral. Me interessei muito pelo assunto e aí veio a idéia de criar o blog para que eu mesma pudesse aprender mais sobre o assunto e para que pudesse divulgar material para quem tivesse enfrentando o mesmo problema.”

A “loucura de apenas um homem”, como gosta de definir Rodrigo Alonso foi conceber uma página especializada apenas em vídeos de futebol: “Futebol Digital”. “Em 1993, então com 16 anos, comecei a gravar jogos decisivos do futebol nacional, como hobby. Numa época que as fitas VHS não eram tão baratas, não dava para gravar tudo, então focava em finais de campeonato. Depois da Copa de 94, passei a gravar mais partidas, algumas não decisivas, mas de alguma relevância. Com o tempo fui conhecendo outros colecionadores, o que permitiu que eu chegasse hoje a marca de quase 15.000 partidas na íntegra em meu acervo. Tudo em DVD, organizado por clubes e ordenado por anos” , disse Alonso especificando os detalhes de seu site e enfático, sem arrependimento, arrematou o motivo que o fez guardar um acervo sem igual: paixão.

O mesmo sentimento que tomou Rodrigo levou Rogério Sanchez Revelles a eclodir “Tardes de Pacaembu”. Simplesmente ele juntou suas memórias afetivas com as esportivas e não conseguiu mais identificar qual é qual.

“Na verdade, criei esse blog com a finalidade de registrar minhas memórias ao lado de meu pai nas partidas do Corinthians assistidas desde 1971 no Estádio Paulo Machado de Carvalho. Isso envolvia uma infinidade de outros relatos, desde o tipo de transporte usado na época, o que era vendido dentro do estádio e tudo o que você possa imaginar, além, evidentemente, do que acontece dentro das quatro linhas. Sou admirador do Milton Neves desde o início do trabalho dele na criação do site terceiro tempo. Um dia pensei o que seria da memória esportiva se, por alguma razão, o site do terceiro tempo não existisse mais. Com certeza ficaríamos limitados a sites e blogs, as vezes tendenciosos e passionais, que tratam desse ou daquele clube.Sempre com o devido cuidado de mencionar os devidos créditos para minhas fontes de pesquisa, segui trabalhando e sinto um imenso prazer em fazer isso. Foi assim que Tardes de Pacaembu foi vivendo. Quando me perguntam se quero imitar o Milton Neves dou risada e digo: Evidentemente que não, quem sou eu... mas não há mal algum em imitar o que é bom...", afirmou Rogério mostrando o espírito destes “Alternativos” que buscam dentro do  futebol o amor que encontraram em outras época do mesmo esporte que os ajudaram a crescer.

Abaixo a seleção de sites alternativos escolhidos pelo Portal Terceiro Tempo

Clique nos nomes e conheça os portais citados

1. Verminosos por Futebol

Fugir do lugar comum. Esses é o propósito dos Verminosos. 


2. Tardes de Pacaembu

"O futebol sem a fronteira do tempo", o site com muita propriedade gosta de se auto denominar.


Tardes de Pacaembu

3. Futebol Digital

A loucura de um homem só criou o maior acervo de vídeos de memória sobre futebol na internet brasileira

 

4. Gol da Arquitetura

 Já imaginou um site especializado no desenvolvimento de um estádio de futebol?

Pois é, a Lilian criou.



5.  Mantos do Futebol

A camisa é muito mais que a vestimenta de um jogador e sim um manto que defende um grupo de pessoas, ideias e amor. 

 

 

6. Última Divisão

Diferente, divertido, jornalístico e merecia mais crédito pelas suas pautas que abastecem outras redaçãos invariavelmente.

 



7. Impedimento

Inteligência, astucia e excelentes reflexões não impedem deste site 

gaúcho de realizar um jornalismo de primeira.



 8. O Futebolista

Pensar, achar, acreditar, calcular, cismar, cogitar, conjecturar, considerar, crer, entender, imaginar, julgar, presumir, prever, supor com inteligência e bom senso. 



9.  O Futebólogo

Analisar e mudar os conceitos daqueles que não tem  ideia e somente nutrem paixão pelo que acontece nos gramados. 

 


10. FUTBOX

Criar imagens para o futebol ganharam outro conceito neste site. 

 



11. Literatura na Arquibancada

E pensar que a literatura esportiva no Brasil está apenas engatinhando se compararmos com a Inglaterra. Para andar e amadurecer com rapidez e precisão um histórico com inúmeros livros a disposição na rede mundial de computadores

 

 

 

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Fla
    90
  • 2 San
    71
  • 3 Pal
    71
  • 4 Grê
    65
  • 5 Ath
    63
  • Veja tabela completa