Verdão não perde há seis jogos e reencontrou o bom futebol na reta final da preparação para a final continental. Foto: Cesar Greco

Verdão não perde há seis jogos e reencontrou o bom futebol na reta final da preparação para a final continental. Foto: Cesar Greco

Pragmático, mas extremamente competitivo e eficiente, o Palmeiras se aproxima de seu melhor desempenho na mesma medida em que vê a final da Libertadores, contra o Flamengo, surgir no horizonte.

Sempre muito regular, o Verdão oscilou um pouco mais do que o esperado nos últimos meses, especialmente no Brasileiro, e agora, restando três semanas para a grande decisão do torneio continental, mostra que voltou aos trilhos.

O viés do Verdão nesse momento é de alta. São seis jogos consecutivos sem derrota, apenas três gols sofridos e dez marcados. E bom desempenho apresentado, especialmente diante de Sport, Grêmio e Santos. Muito desse crescimento passa pelo bom momento de algumas peças, especialmente Raphael Veiga, Gustavo Scarpa e Rony.

Dificilmente o Palmeiras encanta. Mas é inegável o quão competitivo é o time de Abel Ferreira, especialmente quando enfrenta equipes que lhe dão certo espaço para fazer uma transição rápida.

E enquanto o Flamengo oscila na temporada e expõe muitas fragilidades sob o comando de Renato Gaúcho, o Verdão cresce, volta a mostrar solidez e apresenta até mesmo uma maior variação para encontrar meios de chegar à vitória.

Que o Mengão abra o olho e recupere sua intensidade, especialmente para recuperar a bola como tinha antes, porque hoje, jogando o que está jogando, o clube carioca é a presa ideal para o estilo de jogo do Palmeiras, que explora muito bem os espaços dados por seus rivais. E se tem algo que o rubro-negro carioca tem dado aos adversários é espaço.

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Bah
    0
  • 2 Atl
    0
  • 3 Cor
    0
  • 4 Spo
    0
  • 5 Red
    0
  • Veja tabela completa