Peixe estreou perdendo por 2 a 0 diante do Barcelona-EQU. Foto: Ivan Storti/Santos FC

Peixe estreou perdendo por 2 a 0 diante do Barcelona-EQU. Foto: Ivan Storti/Santos FC

A derrota para o Barcelona-EQU na noite da última terça-feira (20), na Vila Belmiro, na estreia da Libertadores, irritou parte da torcida santista. Após o revés, os muros do estádio santista foram pichados com palavras de ordem contra o time.

Horas após a derrota, alguns santistas protestaram e picharam frases como “acabou a paz”, “vergonha SFC”, “time pipoqueiro” e “tetra é obrigação”.

O resultado adverso diante dos colombianos, que fizeram 2 a 0 na Vila, foi apenas o décimo jogo do Peixe sob o comando do argentino Ariel Holan, que está a menos de um mês e meio no cargo.

Apesar das críticas na derrota diante do Barcelona, Holan destacou que não mudará o estilo de jogo do Santos, que busca o jogo ofensivo e tenta sair com a bola no chão. Foi justamente num erro de saída de bola que o time sofreu o primeiro gol na partida da Libertadores.

“É uma boa pergunta (como ter uma saída de bola segura). Nós queremos jogar com a bola no chão, e não jogar a bola por cima. Não temos um time com jogadores altos para fazer esse jogo. Temos que tratar de melhorar e seguir crescendo como um time que jogue da maneira como podemos fazer, com os jogadores que temos”, afirmou o treinador após a partida.

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Bah
    0
  • 2 Atl
    0
  • 3 Cor
    0
  • 4 Spo
    0
  • 5 Red
    0
  • Veja tabela completa