Messi comemora gol da Argentina contra Paraguai. Foto: REUTERS/Edgard Garrido/Via UOL

Messi comemora gol da Argentina contra Paraguai. Foto: REUTERS/Edgard Garrido/Via UOL

Lionel Messi não recebeu a medalha de bronze da Copa América, conquistada hoje (06) depois da vitória por 2 a 1 da Argentina sobre o Chile, na Arena Corinthians. Expulso ainda na primeira etapa da partida, o craque do Barcelona boicotou a cerimônia da Conmebol, desabafou na zona mista do estádio e disse acreditar em armação para que o Brasil vença a competição.

"A corrupção e os juízes não deixaram as pessoas aproveitarem, e o futebol foi arruinado. Lamentavelmente, acho que está armado para o Brasil", afirmou o craque, comentando ainda o lance do seu cartão.

"Muita bronca, muita bronca, porque creio que não merecia este cartão. Eu estava fazendo um bom jogo, estávamos em vantagem. Lamentavelmente, há muita corrupção, tivemos estas questões com os árbitros, ficamos com a sensação de que não nos deixaram ir jogar a final. Hoje e contra o Brasil foram nossos melhores jogos e nos atrapalharam. Digo as coisas como tem que ser, venho aqui para ser sincero", confessou.

Messi ainda alfinetou a arbitragem e continuou a atacar seleção brasileira ao comentar sobre o que pensa a respeito da final de amanhã (7) entre Brasil e Peru. Para o camisa 10, os peruanos têm uma boa equipe, mas podem ser prejudicados pela arbitragem.

"Brasil campeão? Não tenho dúvidas depois de tudo o que aconteceu [na semifinal]. Espero que o VAR e os árbitros não interfiram nisso. Espero que o Peru possa disputar, até porque tem uma boa equipe", declarou Messi.

O craque se mostrou revoltado com a Conmebol e a organização da Copa América antes mesmo da expulsão de hoje e do discurso após conquistar a medalha de bronze. Messi já havia reclamado da qualidade dos gramados, especialmente na Arena do Grêmio, e da arbitragem na partida contra o Brasil. A derrota diante do time da casa levou o time alviceleste a disputar o terceiro lugar.

"Cansaram de marcar besteiras nesta Copa América e hoje não foram nenhuma vez ao VAR. Fizemos um esforço muito grande. Os lances pequenos eram sempre a favor deles. Cartões para nós, e nada para eles", declarou o cinco vezes melhor do mundo, após a queda na semifinal para a equipe brasileira.

"Tiveram jogadas claras que não viram. Só viram as mãos e os pênaltis banais. Você vai se desligando da partida porque o árbitro não é justo. Inconscientemente, você sai da partida. Zambrano pediu tranquilidade, mas nos faltou com o respeito", acrescentou Messi.

O camisa 10 e capitão da Argentina se despediu da Copa América expulso. Aos 38min, o atacante se envolveu em confusão com o chileno Gary Medel e recebeu o cartão vermelho. A expulsão, apenas a segunda da carreira de mais de uma década, revoltou o craque ao ponto de ele recusar receber a medalha de bronze no gramado da Arena Corinthians.

Depois do jogo, Messi publicou uma foto do elenco argentino em sua conta no Instagram e elogiou a equipe pelo desempenho ao longo do torneio.

"Deixamos essa Copa América com uma vitória, mas acima de tudo com as nossas cabeças erguidas e com a sensação de que, desta vez, o futebol não foi justo para nós. Pela forma que jogamos e por termos sido superiores ao Brasil, merecíamos estar na final de amanhã, mas devemos olhar para frente com otimismo, porque existe futuro e uma base muito grande nesta seleção e é só preciso tempo", escreveu.

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Fla
    90
  • 2 San
    71
  • 3 Pal
    71
  • 4 Grê
    65
  • 5 Ath
    63
  • Veja tabela completa