Treinador do Palmeiras destacou que aceitaria um convite da CBF caso Tite deixasse o comando verde e amarelo. Foto: Cesar Greco

Treinador do Palmeiras destacou que aceitaria um convite da CBF caso Tite deixasse o comando verde e amarelo. Foto: Cesar Greco

O técnico Vanderlei Luxemburgo ainda sonha com a seleção brasileira. Comandante da equipe verde e amarela no final dos anos 90 e início dos anos 2000, o treinador do Palmeiras revelou que ainda pensa em comandar o selecionado nacional.

Em participação no programa Mesa Redonda, da TV Gazeta, na noite deste domingo (16), Luxa afirmou que aceitaria um convite para dirigir a seleção, embora esse não seja seu principal objetivo nesse momento de sua carreira.

“Eu não direcionei agora para a Seleção Brasileira. Se eu estou preparado para ser técnico da Seleção Brasileira? Eu estou preparado. Não tenho nenhuma dúvida. Se acontecer amanhã de o Tite sair e vier um convite para mim, eu serei um profissional preparado para isso. É diferente de quando você projeta chegar lá. Mas é claro que estou preparado. Se me convidarem, eu vou”, disse Luxemburgo.

O treinador foi contratado dirigiu a seleção brasileira entre 1998 e 2000. Acabou demitido após eliminação nos Jogos Olímpicos de Sydney e pelo processo de sonegação fiscal no qual o treinador estava envolvido.

“Eu projetei a minha ida para a Seleção Brasileira. Cheguei à Seleção, aí me arrancaram de lá por causa de uma CPI que eu não tinha nada a ver. Eu estava no lugar certo, na hora errada. Tanto que não provaram nada até hoje”, comentou o técnico do Verdão.

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Fla
    90
  • 2 San
    71
  • 3 Pal
    71
  • 4 Grê
    65
  • 5 Ath
    63
  • Veja tabela completa