McLaren simulou trocas de pneus na pista paulistana. Foto: Marcos Júnior Micheletti/Portal TT

McLaren simulou trocas de pneus na pista paulistana. Foto: Marcos Júnior Micheletti/Portal TT

Momento que pode definir um GP de Fórmula 1, o pit-stop é envolve atualmente uma logística impressionante.

Nesta quinta-feira (14), algumas equipes trabalharam exaustivamente ensaiando a prática para o GP do Brasil, penúltima etapa do campeonato, prova que acontece no domingo (17), a partir das 14h10 (de Brasília).

No período da tarde, McLaren e Racing Point colocaram seus mecânicos para mais de uma dezena de simulações cada. 

Um mecânico fica no cockpit e o carro é empurrado por três outros que conduzem o monoposto até a área onde um batalhão está devidamente posicionado com os pneus que serão colocados, as pistolas pneumáticas e os macacos. Aliás, há sempre um mecânico com um macaco reserva, caso o principal apresente algum problema.

O atual recorde de pit-stop na F1 pertence à Red Bull. A equipe austríaca fez a impressionante troca dos quatro pneus do carro de Max Verstappen no GP da Alemanha deste ano (em Hockenheim) em 1s88, quando subsituiu os compostos intermediários pelos macios na volta 46. Verstappen venceu a prova alemã. O recorde anterior também era da Red Bull, estabelecido duas semanas antes, no GP da Grã-Bretanha (em Silverstone), mas no carro do tailandês Alexander Albon.

Vários pilotos circularam pelo paddock e concederam entrevistas. Clique aqui e veja a movimentação nesta quinta-feira em Interlagos.

Ensaio de troca dos pneus na McLaren de Carlos Sainz Jr. Foto: Marcos Júnior Micheletti/Portal TT

 

 

Racing Point do canadense Lance Stroll na área de pit. Foto: Marcos Júnior Micheletti/Portal tT

 

Trabalho que beira a perfeição na simulação feita pela Racing Point. Foto: Marcos Júnior Micheletti/Portal TT

 

As atividades de pista começam nesta sexta-feira (15) com duas sessões livres, ambas com uma hora e meia de duração (a partir das 11h e das 15, respectivamente). No sábado (16) acontece o último ensaio (das 12h às 13h) e a classificação que definirá o grid, com início às 15h. A largada do GP, no domingo, será às 14h10 (horários de Brasília).

O Mundial já tem definidos o campeão (Lewis Hamilton) e o vice (Valtteri Bottas), bem como a equipe que já garantiu o título entre os constrtores, a Mercedes.

Charles Leclerc (Ferrari) está em terceiro com 249 pontos, seguido por Max Verstappen (235) e Sebastian Vettel (230). 

COMO FOI O GP BRASIL EM 2018...

No ano passado a pole em Interlagos foi de Hamilton, com 1min07s281, novo recorde do traçado paulistano de 4.309 metros. O mesmo Hamilton (Mercedes) venceu a prova, seguido por Verstappen (Red Bull) e Raikkonen (Ferrari). Leclerc, então piloto da Sauber, terminou a prova na sétima colocação.

PROGRAMAÇÃO COMPLETA PARA O GP DO BRASIL - HORÁRIOS DE BRASÍLIA

Sexta-feira, 15 
Treino Livre 1   11:00 – 12:30 
Treino Livre 2   15:00 – 16:30 

Sábado, 16 
Treino Livre 3   12:00 – 13:00
Classificação – 15:00 – 16:00

Domingo, 17 
Largada para a prova (71 voltas) – 14:10    

 

 

 

 

a

 

a

 

 

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Fla
    90
  • 2 San
    71
  • 3 Pal
    71
  • 4 Grê
    65
  • 5 Ath
    63
  • Veja tabela completa