Britânico partiu em primeiro e venceu a prova paulistana. Foto: Mercedes-AMG F1

Britânico partiu em primeiro e venceu a prova paulistana. Foto: Mercedes-AMG F1

Há exatamente um ano, já campeão da temporada de 2018 da Fórmula 1, Lewis Hamilton (Mercedes) conquistou a pole para o GP do Brasil em Interlagos, 82ª desde que estreou na categoria máxima do automobilismo, em 2007. Atualmente ele soma 87 poles.

A prova foi vencida pelo mesmo Hamilton, seguido por Max Verstappen (Red Bull) e Kimi Raikkonen, então piloto da Ferrari.

Na classificação realizada na tarde de 10 de novembro de 2018, em Interlagos, que teve bastante ameaça de chuva, inclusive com alguns pingos caindo durante o Q1 e o Q2, Hamilton levou a Mercedes ao primeiro lugar do grid com 1min07s281, novo recorde oficial do traçado paulistano de 4.309 metros.

Sebastian Vettel (Ferrari) foi quem mais se aproximou do #44 prateado de Hamilton, a 0s093, e largou em segundo lugar.

Mercedes e Ferrari figuraram na segunda fila, com Valtteri Bottas em terceiro e Kimi Räikkönen em quarto. Em quinto lugar partiu Max Verstappen (Red Bull). A sexta posição no cronômetro foi de Daniel Ricciardo (Red Bull), mas ele pagou punição de cinco lugares por troca do turbo. Assim, ao lado de Max na terceira fila esteve Marcus Ericsson (Sauber), que conseguiu superar Charles Leclerc, atualmente na Ferrari, então seu companheiro de equipe na Sauber, o sétimo.

MCLAREN, DECEPÇÃO...

Equipe com mais vitórias na história do GP Brasil, 12 (sendo oito em Interlagos e quatro em Jacarepaguá), a equipe inglesa sequer passou ao Q2. Fernando Alonso partiu em 18º Stoffel Vandoorne em 20º, último do grid.

COMO FOI A CLASSIFICAÇÃO

Na primeira parte da sessão, com o céu carregado e pingos de chuva sendo observados em alguns pontos do circuito, os 20 pilotos não perderam tempo em busca de suas voltas rápidas.

Com 1min08s205, Verstappen foi o mais rápido no Q1, enquanto Sainz, Hartley, Alonso, Stroll e Vandoorne não conseguiram avançar ao Q2.

Os dois carros da McLaren saindo para o Q1. Nem Alonso nem Vandoorne avançaram e partiram em 18º e 20º lugares, respectivamente. Foto: McLaerenF1

 

A chuva começou a aumentar gradativamente na segunda parte do treino, mas mesmo assim não interferiu nos tempos, com Bottas fazendo a melhor marca do Q2, com 1min07s727.

Charles Leclerc precisou ter frieza para conseguir um lugar entre os dez primeiros. Ele deixou os boxes no final do Q2 quando era o 11º colocado e conseguiu, subindo para o oitavo lugar, tirando Magnussen do páreo.

Deixaram de avançar ao Q3: Magnussen, Pérez, Ocon, Hukenberg e Sirotkin.

Charles Leclerc, então na Sauber, no último instante conseguiu um lugar no Q3. Foto: Sauber F1 Team

 

Com 1min07s281, Lewis Hamilton garantiu sua 82ª pole na F1, com as duas melhores voltas do treino, melhorando em sua última tentativa para garantir-se em primeiro lugar, quebrando oficialmente o recorde do circuito de Interlagos. Vettel ameaçou mas não conseguiu superar a marca do inglês e ficou com o segundo lugar.

GRID PARA O GP DO BRASIL DE F1 DE 2018 - INTERLAGOS-SP

*Daniel Ricciardo (Red Bull) perdeu cinco posições no grid por troca do turbo



 


  


CLIQUE AQUI PARA ACESSAR A HOME DE AUTOMOBILISMO DO PORTAL TERCEIRO TEMPO
 

CLIQUE AQUI PARA ACESSAR O CANAL DO BELLA MACCCHINA NO YOU TUBE

CLIQUE AQUI PARA ACESSAR TODAS AS COLUNAS DE MARCOS JÚNIOR MICHELETTI

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Fla
    77
  • 2 Pal
    67
  • 3 San
    64
  • 4 Grê
    56
  • 5 São
    52
  • Veja tabela completa