Stade de France foi palco da final da Copa de 98. Foto: Uefa/Divulgação

Stade de France foi palco da final da Copa de 98. Foto: Uefa/Divulgação

No próximo sábado (28), às 16h (horário de Brasília), Liverpool e Real Madrid iniciarão a disputa da grande final da Uefa Champions League, temporada 2021/22. O palco do duelo entre as duas potências europeias será o Stade de France, em Saint-Denis, norte de Paris, estádio de tristes lembranças para os brasileiros e muito alegres para Zidane e o Real Madrid.

Com capacidade para mais de 80 mil pessoas, o Stade de France foi construído para a Copa do Mundo de 1998, sediada e vencida pelos franceses. Inaugurado em janeiro de 1998, o estádio teve como primeira partida uma vitória da França sobre a Espanha, por 1 a 0, gol de Zinedine Zidane, craque do país que viveria momentos de muita felicidade naquele gramado.

Foi naquele estádio que o Brasil viveu um dos episódios mais tristes da história de sua seleção: a derrota por 3 a 0 para a França na grande final da Copa do Mundo de 98, jogo marcado pelo episódio envolvendo Ronaldo Fenômeno, que passou mal horas antes do jogo, chegou a ser vetado, mas apareceu no vestiário minutos antes do início da partida e foi escalado por Zagallo. Com o melhor jogador do mundo daquele momento longe de suas condições ideais e um time abalado psicologicamente pelo ocorrido com o colega, o Brasil foi atropelado pelos donos da casa com gols, adivinhem, de Zidane (duas vezes) e Petit.

CLIQUE AQUI E RELEMBRE A CARREIRA DE ZIDANE

Da esquerda para a direita, Deschamps, Barthez, Lizarazu, Thuram, Leboeuf, Guivarch, Karembeu, Desailly, Djorkaeff, Zidane, Petit. Foto: Reprodução/In My Ear

 

Em 2000, o estádio recebeu pela primeira vez uma final da Liga dos Campeões e, por coincidência, teve o Real Madrid na disputa. O time espanhol, então comandado por Vicente Del Bosque e que contava com os brasileiros Roberto Carlos e Sávio, enfrentou o Valência e não tomou conhecimento do rival: os merengues venceram por 3 a 0 (gols de Morientes, McManaman e Raúl) e levantaram a taça.

Seis anos mais tarde, a Champions voltou a ser decidida no Stade de France, dessa vez com Barcelona e Arsenal na disputa. Os espanhóis contavam com Ronaldinho Gaúcho, Edmilson, Sylvinho, Thiago Motta e Belletti. Já os ingleses tinham Gilberto Silva como representante brasileiro. Em jogo duríssima, o Barça saiu na frente com Samuel Eto`o, viu os Gunners empatarem com Campbell e chegou ao título histórico com um gol improvável de Belletti, que havia entrado no segundo tempo.

CLIQUE AQUI E RELEMBRE A CARREIRA DE BELLETTI

Com a camisa do Barcelona, Belletti marcou o gol do título da Liga dos Campeões de 2006, diante do Arsenal. Foto: iG

 

Outro ponto alto da história do Stade de France foi a final da Eurocopa de 2016, quando a França sediou o torneio e chegou até a final para enfrentar Portugal. Numa zebra histórica, os portugueses bateram os donos da casa, calando o estádio francês com gol de Eder, na prorrogação da decisão.

Ao entrar no gramado do estádio francês, o Real Madrid tentará conquistar a Champions League pela 14ª vez em sua história. O time merengue foi campeão nas temporadas 1955–56, 1956–57, 1957-58, 1958–59, 1959–60, 1965–66, 1997–98, 1999–00, 2001–02, 2013–14, 2015–16, 2016–17 e 2017–18.

Já o Liverpool jogará em busca de sua sétima taça da principal competição de clubes europeus. O time inglês foi campeão nas temporadas 1976–77, 1977–78, 1980–81, 1983–84, 2004–05 e 2018–19.

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Bah
    0
  • 2 Atl
    0
  • 3 Cor
    0
  • 4 Spo
    0
  • 5 Red
    0
  • Veja tabela completa