Treinador do Peixe rasgou elogios ao volante Alison. Foto: Ivan Storti/Santos

Treinador do Peixe rasgou elogios ao volante Alison. Foto: Ivan Storti/Santos

O técnico Fernando Diniz não esconde sua admiração pela tradição do Santos em formar jogador. Com a oportunidade de treinar o Peixe em 2021, o novo comandante alvinegro vê três joias da base santista com potencial acima da média: o zagueiro Kaiky, de 17 anos, o meia Gabriel Pirani, de 19 anos, e o atacante Ângelo, de 16 anos.

Sobre Kaiky, Diniz destacou a maturidade do jovem defensor, que inclusive desperta o interesse de clubes do exterior.

“É um jogador que tem um futuro brilhante. Fazer o que está fazendo om 17 anos é algo muito surpreendente. É um jogador que tem uma projeção absolutamente positiva para o futuro”, disse o comandante.

O treinador alvinegro lembrou conversas que teve com Ângelo antes da partida contra o Boca Juniors, pela Libertadores, e revelou o pedido que fez ao atacante.

“As minhas palavras pro Ângelo foram de incentivo. Melhor se arriscar se expor, do que ter acanhamento. Provavelmente é isso que ele fazia na base e isso que trouxe ele até o profissional. Não tem porque mudar, pelo contrario, a gente tem que potencializar. Terá maturidade para encontrar o melhor momento entre driblar e passar. O que ele produz com 16 anos é surpreendente, fora da curva. Só de jogar com 16 anos e conseguir, se impor contra o Boca, é de tirar o chapéu”, afirmou o treinador, que ainda ampliou os elogios para Pirani.

“É outro jogador super talentoso. Tem tudo para brilhar e seguir uma carreira linda. No jogo, especificamente, ele foi muito bem. Se movimenta muito, soube se encontrar, conseguiu dar ritmo para o time, tirar a bola da pressão em momento de certa dificuldade. Isso mostra o tamanho do jogador que pode ser. Com a qualidade que ele tem, fazer uma partida tão boa contra um adversário tão duro. Ele tem jogado bem constantemente”, elogiou.

Além de citar os meninos, o treinador alvinegro ainda valorizou uma peça importante do elenco. Diniz elogiou a postura do volante e capitão Alison, jogador que ele mesmo sempre desejou comandar.

“Sempre tive vontade de trabalhar com o Alison, sempre admirei de jogar contra. Coragem, bravura e determinação pelo Santos e Red Bull. Tenho o privilégio de trabalhar com ele”, revelou.

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Bah
    0
  • 2 Atl
    0
  • 3 Cor
    0
  • 4 Spo
    0
  • 5 Red
    0
  • Veja tabela completa