A partida foi válida pela segunda rodada do Grupo D, e deixou os londrinos em boa situação, com três pontos

A partida foi válida pela segunda rodada do Grupo D, e deixou os londrinos em boa situação, com três pontos

O Arsenal demonstrou nesta quarta-feira ter condições de avançar com segurança para as oitavas de final da Liga dos Campeões da Europa 2014/2015. Jogando no Emirates Stadium, o time do técnico Arséne Wenger se redimiu da derrota na estreia (2 a 0 para o Borussia Dortmund na Alemanha) e derrotou o Galatasaray por 4 a 1, com três gols no primeiro tempo. O duelo foi marcado pelas atuações bastante distintas de Danny Welbeck e Felipe Melo.

A partida foi válida pela segunda rodada do Grupo D, e deixou os londrinos em boa situação, com três pontos. O Galatasaray, que havia empatado com o Anderlecht na primeira rodada, tem um ponto só, em terceiro lugar na chave. A liderança é do próprio Borussia Dortmund, que venceu o lanterna Anderlecht fora de casa por 3 a 0 e chegou a seis pontos.

Fases do jogo: Melhor posicionado em campo, o Arsenal não demorou para abrir o placar. Aos 22 min do primeiro tempo, Sanchez recebeu pela esquerda e tocou rasteiro na área; a bola passou nas costas de Felipe Melo e caiu nos pés de Welbeck, que teve apenas o trabalho de bater para o gol e fazer 1 a 0 na saída de Muslera.

Os protagonistas seriam praticamente os mesmos no segundo gol do Arsenal, marcado 30 min da etapa inicial. Desta vez, a zaga do Galatasaray levou a pior na disputa no meio de campo e a bola sobrou para o ataque londrino. Welbeck então ganhou de Felipe Melo na corrida e bateu para ampliar. Inspirado, Welbeck quase fez o terceiro um minuto depois, mas o chute saiu fraco.

No fim do primeiro tempo, após uma paralisação decorrente dos sinalizadores atirados em campo, o Arsenal fez o terceiro e praticamente garantiu a vitória: aos 40min, Sanchez recebeu na esquerda de Özil, cortou a marcação na área e mandou para as redes.

No segundo tempo, Welbeck voltou a marcar aos 7min, diminuindo ainda mais as chances dos turcos. O Galatasaray só diminuiu no pênalti sofrido por Yilmaz aos 14min, que terminou com a expulsão do goleiro Sczcesny - o colombiano Ospina entrou em campo para tentar defender, mas o próprio Yilmaz converteu.

O melhor: Welbeck - O que você diria de um jogador que marca três gols na vitória de seu time? Alexis Sanchez foi fundamental e até marcou um gol, mas Danny Welbeck sobrou em campo e aproveitou praticamente todas as oportunidades que teve na partida desta quarta-feira.

O pior: Felipe Melo - Não basta ficar nas saudades nos dois primeiros gols do Arsenal. Antes do intervalo, o volante brasileiro ainda acertou um carrinho medonho em Sanchez, que valeu a ele um cartão amarelo e que poderia ter resultado em expulsão. Menção "honrosa" ainda para a atuação de Chedjou na defesa.

Toque dos técnicos: Arséne Wenger apostou em um 4-1-4-1, com Flamini assumindo a responsabilidade de combater no meio-de-campo. Assim, Özil, Cazorla, Oxlade-Chamberlain e Sanchez tiveram liberdade para municiar Welbeck por todos os lados. Resultado? Um massacre tático do time londrino, que só foi ameaçado quando já tinha a vitória assegurada.

Para lembrar: Campeão da Recopa Europeia na temporada 1993/1994, o Arsenal ainda busca seu primeiro grande título continental. Ele quase veio na temporada 1999/2000, mas o time londrino perdeu a final da Copa da Uefa (atual Liga Europa) para o próprio Galatasaray. O time turco levou a taça nos pênaltis (4 a 1), após empate por 0 a 0.

Borussia vence fora e lidera Grupo D

O Borussia Dortmund, por sua vez, conquistou sua segunda vitória em dois jogos na chave. Depois de derrotar o Arsenal na primeira rodada, a equipe comandada por Jurgen Klopp foi à Bélgica e venceu o Anderlecht por 3 a 0, mantendo-se na liderança da chave. O Anderlecht é o quarto colocado, atrás do Galatasaray no critério de gols marcados.

Mesmo jogando fora de casa, o Borussia abriu o placar logo aos 4 min do primeiro tempo: após boa troca de passes, Ciro Immobile recebeu o passe nas costas da defesa belga e bateu na saída do goleiro. Aos 24 min do segundo tempo, Adrian Ramos aproveitou o cruzamento pela direita e escorou para ampliar. Dez minutos depois, o proprio Ramos fez mais um e fechou o placar.

Para lembrar: Foi apenas o terceiro confronto entre os dois times por competições europeias. Os dois primeiros foram nas oitavas de final da Copa da Uefa 1990/1991 e terminaram melhor para os belgas, que avançaram às quartas de final graças ao gol marcado fora de casa. O Anderlecht fez 1 a 0 em Breuxelas, enquanto o Dortmund venceu por 2 a 1 em casa.

FOTO: UOL

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Fla
    90
  • 2 San
    71
  • 3 Pal
    71
  • 4 Grê
    65
  • 5 Ath
    63
  • Veja tabela completa