Treinador santista disse que o clube pode olhar mais para jogadores da Série B e que estão no exterior. Foto: Ivan Storti/Santos FC

Treinador santista disse que o clube pode olhar mais para jogadores da Série B e que estão no exterior. Foto: Ivan Storti/Santos FC

Em busca de reforços pontuais para seu elenco, o Santos intensificou a busca de jogadores no mercado exterior, especialmente sul-americano. Para isso, o clube da Vila Belmiro ignorou uma “reclamação” do técnico Lisca e tem apossado nos gringos para fortalecer a equipe.

Uma das prioridades da equipe é a lateral-direita. Com Auto e Madson criticados, o peixe tem negociações muito bem encaminhadas com Lucas Blondel, jogador do tigre, da Argentina. O clube brasileiro deve desembolsar cerca de R$ 8 milhões pel jogador.

Outro argentino com quem o Peixe tem negociações avançando é o meia Franco Cristaldo, jogador do Huracán. O armador tem 25 anos e é um dos destaques do time argentino. Segundo o Uol Esporte, as cifras da negociação giram em torno de R$ 18 e R$ 20 milhões.

A busca santista pelos gringos vai na contramão do discurso do técnico Lisca, que em coletiva no último final de semana cornetou o excesso de estrangeiros especulados no Peixe.

“Te confesso que tem muito jogador estrangeiro (sendo oferecido). Não tenho nada contra jogador estrangeiro, mas cadê o jogador brasileiro? Tem muito jogador brasileiro bom aqui também. Tem jogador na Série B, jogador que está em alguns times fora e pode voltar. Temos que cuidar disso aí também”, disse Lisca.

Hoje Lisca conta com quatro estrangeiros no elenco santista: o volante uruguaio Rodrigo Fernández, o meia uruguaio Carlos Sánchez e os atacantes equatorianos Jhojan Julio e Bryan Ângulo.

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Bah
    0
  • 2 Atl
    0
  • 3 Cor
    0
  • 4 Spo
    0
  • 5 Red
    0
  • Veja tabela completa