Roger Penske

Chefe de equipe, ex-piloto

por Marcos Júnior Micheletti

O norte-americano Roger Penske, mundialmente conhecido como um dos mais importantes chefes de equipe da Fórmula Indy, esteve inicialmente ligado ao automobilismo como piloto, tendo disputado dois GPs de Fórmula 1, ambos em Watkins Glen (EUA), em 1961 (com Cooper) e 1962 (com Lotus), terminando em oitavo e nono lugares, respectivamente.

Em 4 de novembro de 2019 o jornalista Américo Teixeira Júnior divulgou a informação que Roger Penske comprou a IndyCar Series e o Indianápolis Motor Speedway (todo o complexo do circuito).

Natural da pequena cidade de Shaker Heights, no estado de Ohio, onde nasceu em 20 de fevereiro de 1937, ainda na década de 60 disputou uma edição das 24 Horas de Le Mans, em 1963, formando dupla com o saudoso piloto mexicano Pedro Rodriguez, mas eles não concluíram a prova a bordo da Ferrari 330 TRI LM, por conta de um acidente.

Entre 1961 e 1964 disputou as 24 Horas de Sebring, nunca repetindo de carro (disputou com Porsche, Cooper, Ferrari e Corvette), obtendo como melhor resultado o quarto lugar em 1963.

A equipe Penske estreou na Indy em 1968, nas 500 Milhas de Indianápolis. Aliás, falando em 500 Milhas de Indianápolis, é justamente da Penske o recorde de vitórias na prova, com 17, a primeira delas com Mark Donohue, em 1972.

Cinco pilotos brasileiros passaram pela equipe Penske na Indy: Emerson Fittipaldi, André Ribeiro, Tarso Marques, Gil de Ferran e Helio Castroneves.

Entre 1974 e 1976, Roger Penske dividiu suas operações entre a Indy e a Fórmula 1. Assim, durante três temporadas, Penske esteve no circo da F1, período em que obteve uma única vitória, com o inglês John Watson a bordo do modelo PC4, no GP da Áustria, em Österreichring, em 15 de agosto de 1976. O carro era equipado com motor Ford V8.

A equipe Penske na F1, diferente da Indy, teve sua existência encurtada apesar de viver uma boa evolução no período em que competiu, basicamente pela morte do sócio de Roger e a saída do patrocinador master, o Citibank.

Concetrando seus esforços no automobilismo norte-americano, Roger Penske tornou-se o maior vencedor da categoria como equipe, com braços em outras divisões, como a NASCAR.

O grupo Penske Corporation, hoje, engloba as seguintes organizações: Penske Automotive, Penske Truck Leasing, Penske Motor Group, Penske Logistics, VM Motori, Truck-Lite, QEK Global Solutions, Davco e Penske Racing.

ver mais notícias

Selecione a letra para o filtro

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Fla
    77
  • 2 Pal
    67
  • 3 San
    64
  • 4 Grê
    56
  • 5 São
    52
  • Veja tabela completa

ÚLTIMOS CRAQUES