João Carlos Di Genio

Educador

por Marcos Júnior Micheletti

O empresário da área educacional João Carlos Di Genio morreu aos 82 anos, em 13 de fevereiro de 2022, de causas naturais. Ele estava em sua casa, no bairro dos Jardins, na capital paulista.

Di Genio nasceu na cidade de Lavínia, interior de São Paulo, em 29 de fevereiro de 1939. Ele é o fundador de um dos maiores conglomerados de educação privada do Brasil, a Associação Unificada Paulista de Ensino Renovado Objetivo (ASSUPERO), mantenedora de 21 instituições de ensino superior, além do Colégio Objetivo e emissoras de tevê e rádio (RBI TV, Mix TV, Mega TV e rádio Mix FM).

Di Genio começou como professor de física em um cursinho de São Paulo, o 9 de julho, paralelamente ao curso universitário que frequentava, de medicina (na USP), que acabou não concluindo, tendo como colega de classe o hoje nacionalmente conhecido Dráuzio Varella.

De acordo com a Revista Exame, o Grupo Objetivo totalizava em 2014 mais de 500 mil alunos, desde o ensino básico até o superior, com um faturamento anual na ordem de 2,5 bilhões de reais. A UNIP (Universidade Paulista) é líder entre as universidades privadas em São Paulo.

Pai de três filhos, Di Genio também possuia negócios no ramo agropecuário, criador da raça nelore em suas fazendas, a Fazenda Di Genio (Pereira Barreto-SP), a Fazenda Aimoré (Juti-MS), a Fazenda Águas Claras (Iguatemi-MS), a Fazenda Maruins e Santa Maria, ambas em Machadinho D´Oeste (RO).

Clique aqui para conhecer o site da Fazenda Di Genio Nelore.

Milton Neves, que formou-se em jornalismo nas Faculdades Objetivo (hoje UNIP), lembra da importância que João Carlos Di Genio teve em sua vida.

"Devo muito ao Di Genio e ao Objetivo. Lá, conheci professores e jornalistas que me encaminharam a Fernando Vieira de Melo, na Rádio Jovem Pan. À época (1972) eu não tinha condições de pagar o financiamento ao Banco Itaú. Minha tia Antonia, de Muzambinho-MG, com muita dificuldade pagava minhas despesas em São Paulo, com moradia (pensão na rua Alfredo Elis, 185), alimentação e transporte. Ingressei como escrivão na Polícia e ganhei uma providencial bolsa de estudos, apresentado a João Carlos Di Genio e Jorge Brihy por Paulo Saab e Ricardo Carvalho. E, depois, já trabalhando na Jovem Pan e no Detran, mas ainda com o `dinheiro contado´, mais uma vez tive a ajuda de Di Genio, para bolsas de estudos para meus filhos, que estudaram no Objetivo da rua Alves Guimarães, em Pinheiros. Grande e querido João Carlos Di Genio, devo muito a você!", emociona-se, grato, Milton Neves.

ver mais notícias

Selecione a letra para o filtro

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Bah
    0
  • 2 Atl
    0
  • 3 Cor
    0
  • 4 Spo
    0
  • 5 Red
    0
  • Veja tabela completa

ÚLTIMOS CRAQUES