Empate com a Chape não foi bem aceito pela torcida são-paulina. Foto: Rubens Chiri / saopaulofc.net

Empate com a Chape não foi bem aceito pela torcida são-paulina. Foto: Rubens Chiri / saopaulofc.net

O empate do São Paulo com a lanterna Chapecoense no último domingo (3), em Santa Catarina, pela 23ª rodada do Brasileirão, não foi bem digerido pelo tricolor. Após mais uma tropeço na competição, a diretoria se reuniu para reavaliar o trabalho de Hernán Crespo, enquanto a principal organizada do clube voltou a criticar os jogadores da equipe.

Após reunião na manhã desta segunda-feira (4), a direção do clube manteve o apoio ao trabalho do argentino, mas aumentou o nível de cobrança para o treinador. Segundo informações do GE, Muricy Ramalho foi importante na manutenção de Crespo. O coordenador de futebol do São Paulo defendeu a continuidade do trabalho da comissão técnica na reunião.

Em publicação nas redes sociais, a Torcida Independente preservou o técnico Hernán Crespo e se colocou contra qualquer pressão pela demissão do argentino.

O alvo das críticas foi o elenco. Os torcedores afirmaram que nem mesmo o espanhol Pep Guardiola resolveria o problema tricolor hoje. Na publicação, a Independente pregou apoio até o clássico contra o Santos, na próxima quinta-feira (7), na Morumbi, mas deram o recado: a manifestação será dura em caso de mais um tropeço.

“Mandar Crespo (embora) agora? Chega quem? Se chegar o Guardiola, (os jogadores) correm meio ano e param também, até o dinheiro todo estar na conta, até voltarem a mandar em técnico e dirigente. Vamos apoiar o jogo de quinta-feira. Em caso de derrota ou empate, a cobrança tem que ser à altura. Basta!”, escreveu a Independente nas redes sociais.

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Bah
    0
  • 2 Atl
    0
  • 3 Cor
    0
  • 4 Spo
    0
  • 5 Red
    0
  • Veja tabela completa