Treinador da seleção rasgou elogios ao atacante Rodrygo. Lucas Figueiredo/CBF

Treinador da seleção rasgou elogios ao atacante Rodrygo. Lucas Figueiredo/CBF

Enfrentar Lionel Messi ainda assusta o técnico Tite. Na véspera do amistoso entre Brasil e Argentina, que acontece nesta sexta-feira (15), em Riad, na Arábia Saudita, o técnico da seleção brasileira demonstrou toda a sua preocupação com o craque argentino. Em coletiva realizada nesta quinta-feira (14), Tite ainda ressaltou a presença de Rodrygo, elogiou a postura do jovem atacante brasileiro e indicou que pode apresentar novidades na escalação da equipe verde e amarela.

“Continuo sem dormir direito para neutralizar um jogador com capacidade extraordinária”, disse Tite.

“Ele (Messi) é um jogador diferente, tem qualidades técnicas impressionantes. Mas a gente nunca neutraliza um jogador assim. Diminuímos as virtudes. Futebol é um esporte coletivo. Um coletivo forte vai potencializar um Coutinho, Firmino, Willian, assim como Otamendi, Aguero... Estamos tratando de Messi. Ele é um jogador diferenciado. Quando eu estava no Corinthians, passava três dias para ver como ia marcar o Neymar. Me criei no Caxias contra o Ronaldinho Gaúcho. O trabalho em equipe pode potencializar, depois o talento individual ajuda”, completou o técnico da seleção brasileira.

Tite rasgou elogios ao jovem Rodrygo que foi convocado pela primeira vez. O treinador ressaltou o comportamento do atacante do Real Madrid e valorizou a criação do menino.

“Conversei com ele e disse que ele tinha que se orgulhar do comportamento. Pedi para dar um abraço nos pais pela educação que recebeu. Que agradecesse ao Jair Ventura que o lançou. Rodrygo é um exemplo para um monte de garoto jovem que gostaria de estar na posição dele. Eu não o conheço, é o primeiro contato. Reparei que quando fez o primeiro gol foi abraçar o Benzema, que deu assistência. Quando fez o hat-trick, não olhou para a câmera, pegou a bola e beijou”, afirmou.

Questionado sobre dar chances aos novatos nesse amistoso, Tite indicou que pode surpreender na escalação inicial.

"Uso oportunidade propositadamente, porque quando se fala em teste estamos usando alguém que tem qualidade técnica. Para mim não serve essa frase. Temos que aproveitar o atleta em bom momento. O jogo pode falar. Talvez para começar o jogo a gente já possa dar oportunidades. Mas não posso trazer um atleta que está se ambientando com a Seleção e já colocar ele jogando. Passa por uma etapa de colocar a camiseta, sentir a camisa... O Bielsa fala: colocar atleta novo é bom para biografia, mas dar oportunidade quando o atleta está preparado aí sim é desafiador", declarou.

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Fla
    90
  • 2 San
    71
  • 3 Pal
    71
  • 4 Grê
    65
  • 5 Ath
    63
  • Veja tabela completa