Treinador do Brasil explicou que o fato de Marinho jogar no Brasileirão não o prejudica na disputa por vaga na seleção. Foto: Ivan Storti/Santos FC

Treinador do Brasil explicou que o fato de Marinho jogar no Brasileirão não o prejudica na disputa por vaga na seleção. Foto: Ivan Storti/Santos FC

Destaque do Santos e visto por muitos como o principal jogador do Campeonato Brasileiro em 2020, o atacante Marinho ainda pode sonhar com uma oportunidade na seleção brasileira. Em entrevista ao programa Os Donos da Bola, da rádio Bandeirantes, nesta terça-feira (8), o técnico do Brasil, Tite, destacou a concorrência do camisa 11 santista na seleção, mas explicou que segue monitorando o jogador.

“Ele (Marinho) concorre sim em uma série de aspectos importantes. Conheço o Marinho porque lá no sul tive a oportunidade de trabalhar com ele na sua base. Ele sabe o quanto de respeito tenho. As escolhas por vezes são técnicas. Mas o lado humano e pessoal, eu também sei. E sei quanto é difícil essa progressão. Tenho que ter comigo esse senso de justiça. É um nome com todas as condições de estar na seleção”, comentou Tite respondendo questionamento de Milton Neves, que pediu a convocação do atacante do Peixe.

O treinador da seleção brasileira ainda explicou quais são alguns dos principais concorrentes de Marinho hoje e destacou que o fato de jogar no Brasileirão e não na Europa não têm influência em sua não convocação.

“Ele concorre com David Neres, Gabriel Jesus... Tem muitos atletas nesse setor. E não é de demérito porque joga na Europa ou não joga na Europa. Ele pode estar na seleção sim pelo nível que está jogando”, completou o técnico do Brasil.

Questionado sobre uma possível volta de Daniel Alves para a seleção, Tite explicou que não se preocupa com a idade do jogador do São Paulo, hoje com 37 anos, e destacou que o momento do atleta vai dizer se ele voltará ou não a ser chamado.

“Eu tento não taxar o jogador de excessivamente jovem ou dizer que não serve pra seleção porque tem uma idade avançada. O Gabriel Jesus, quando assumi a seleção, foi o camisa 9 com 19 anos num jogo decisivo, indo enfrentar o Equador lá. O Daniel Alves foi o melhor jogador da Copa América voltando pós cirurgia pra seleção. Eu procuro olhar o momento do atleta. O Rodrygo, ex-Santos e do Real Madrid, é um exemplo claro. Tem 20 anos e tem uma idade mental de um jogador de 25 ou 26 anos. É verdade que o Daniel esta jogando muito no meio campo. Ele como um articulador, função parecida com a que o Gerson faz no Flamengo. Como o Arthur pode fazer. Eu não vou ´pré-conceituar´. O momento dele vai determinar sua escalação”, explicou Tite que ainda comentou a convocação de outro jogador para a posição de Dani Alves: o palmeirense Gabriel Menino.

“Ele tem uma cabeça muito boa um potencial muito grande. Tem um pensamento muito competitivo. Bate muito bem na bola. Tem a capacidade de enfrentamento ´1 contra 1´. Ele tem grandes virtudes na lateral, pode ser utilizado nas duas formas (na lateral e no meio-campo). Tem todos os pré-requisitos pra isso. E o mais importante é que tenha continuidade no seu clube”, analisou o treinador da seleção.

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Bah
    0
  • 2 Atl
    0
  • 3 Cor
    0
  • 4 Spo
    0
  • 5 Red
    0
  • Veja tabela completa