Treinador brasileiro criticou a organização do torneio no Brasil. Foto: Lucas Figueiredo/CBF

Treinador brasileiro criticou a organização do torneio no Brasil. Foto: Lucas Figueiredo/CBF

Destacando o todo o sentimento de tristeza pela derrota na grande final da Copa América, diante da Argentina, no último sábado (10), no Maracanã, o técnico da seleção brasileira, Tite, fez questão de valorizar o rival que terminou campeão.

Em coletiva após a decisão do torneio, o treinador brasileiro se disse chateado pelo vice, mas fez questão de valorizar o trabalho da seleção na competição e ressaltou os argentinos.

“O sentimento é de tristeza. Primeiro, de reconhecimento do outro lado. Senão, a gente faz do futebol um ‘o que ganha é bom, o que perde é terra arrasada’. Tem que olhar o outro lado. Aqui tem um profissional que já tem um pouco de lastro para reconhecer o outro lado. Tem o seu trabalho, tem a sua qualidade técnica individual, tem as suas estratégias. Teve efetividade, prefiro reconhecer o valor da vitória para o outro lado”, disse Tite.

O técnico do Brasil, que durante toda a competição, fez duras críticas à organização da Copa América, voltou a bater na Conmebol. Tite lamentou as condições de gramados em que a seleção treinou e jogou, e cornetou o presidente da Conmebol, Alejandro Dominguez.

“A organização da competição, muito rápida, ficou devendo muito. A qualidade dos gramados também. Nós quase perdemos o Weverton em um treinamento. Nós fomos treinar, o gramado trancou e teve uma luxação de dedo. Foi uma exposição excessiva dos atletas em pouco tempo. Eu estou falando especificamente do responsável, Alejandro (Domínguez), que é o presidente da Conmebol. Estou falando dele, de organizar uma competição em um intervalo de tempo tão curto”, afirmou o treinador brasileiro.

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Bah
    0
  • 2 Atl
    0
  • 3 Cor
    0
  • 4 Spo
    0
  • 5 Red
    0
  • Veja tabela completa