Com Tiago Nunes, o Corinthians teve aproveitamento de 41%. Foto: Daniel Augusto Jr./Ag. Corinthians

Com Tiago Nunes, o Corinthians teve aproveitamento de 41%. Foto: Daniel Augusto Jr./Ag. Corinthians

Decepcionante. É provável que não exista no dicionário palavra mais apropriada para definir o rendimento do Corinthians sob o comando de Tiago Nunes até aqui. O técnico, que chegou com moral elevado do Athletico Paranaense, ainda não conseguiu fazer do Alvinegro um time confiável. Com o jovem treinador, o Timão teve até a parada para a quarentena um aproveitamento de 41%, sendo quatro vitórias, quatro empates e cinco derrotas em 13 jogos.

Mas, e aí, a direção do Corinthians já deveria se dar por vencida e aproveitar a parada por conta do Coronavírus para buscar um novo treinador?

Confira abaixo as respostas de nossos colunistas:

Marcos Júnior Micheletti - NÃO
O Corinthians apostou em uma nova proposta de jogo e deve ter paciência. Todos nós precisamos de paciência, não é mesmo?

Marcel Capretz - NÃO
Tem que dar confiança para o Tiago Nunes. Ele foi contratado para mudar uma ideia de jogo. É claro que os resultados não são bons. Mas ele deveria permanecer, até porque é preciso ter convicção no trabalho. E em dois meses você não consegue mudar uma filosofia. Seria um grande absurdo trocar de treinador neste momento.

Lucas Reis - NÃO
Tiago Nunes já deu sinais de que o trabalho pode evoluir. Precisa de tempo, respaldo da direção e apoio para mudar uma filosofia que estava estabelecida há mais de uma década no clube. Com Tiago Nunes, na minha visão, a perspectiva do Corinthians é positiva.

Frank Fortes - NÃO
O Corinthians poderia pensar em como qualificar seu elenco. O problema de rendimento não está, apenas, na metodologia de trabalho do técnico Tiago Nunes. Se a proposta da diretoria é mudar o jeito de jogar da equipe com relação ao ano anterior, o treinado deve ser mantido. Entretanto, Nunes precisa parar de pensar apenas com o foco da ofensividade e lembrar que o equilíbrio é que fara com que o time seja ofensivo e deixa de sofrer tantos gols. Taticamente, o grande desafio, neste momento, é ajustar o sistema defensivo. Sobre o ataque, um pouco mais de qualidade no momento da finalização.

Wladimir Miranda - NÃO
Seria um absurdo se fizesse isso. O Tiago Nunes foi contratado para mudar um sistema de jogo defensivo, que vigorava no Corinthians desde 2008, com Mano Menezes. Tiago é adepto de um esquema tático de muita velocidade e movimentação, mas que necessita de um período de treinos e adaptação, que ele ainda não teve no Corinthians. O problema do Corinthians é de falta de qualidade do elenco, não de técnico.

Luciano Luiz - SIM
O Thiago já mostrou nesse primeiro semestre que o tamanho do Corinthians é maior do que ele aguenta. Não foram somente as derrotas mas a falta de padrão de jogo. Todos imaginávamos um Corinthians ofensivo e jogando bem e não é nem uma coisa e nem outra. Valeu a aposta mas o Corinthians merece mais que isso.

Renan Riggo - NÃO
Acredito que, apesar da má fase pela qual o Corinthians vinha passando antes da quarentena, a troca do comando técnico não seria a opção mais inteligente a ser feita no momento. Muitos nomes deixaram e chagaram ao plantel corintiano e houve uma ruptura radical no que compete ao estilo de jogo. Creio que Tiago Nunes ainda precisa de mais tempo para conseguir elevar sua ideia de jogo à um nível competitivo e fazer com que o Timão volte a dar alegrias à Fiel.

Thiago Tufano Silva - SIM
Uma decisão impopular, mas necessária. Com os resultados de Nunes – principalmente a vexatória eliminação para o fraquíssimo Guaraní do Paraguai -, até Guardiola já teria caído. Então, não vejo motivos para seguir apostando em um jovem técnico que teve apenas um trabalho bem-sucedido em sua carreira. Logo, essa triste parada veio bem a calhar para o Corinthians estudar nomes à altura do clube.

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Int
    12
  • 2 Vas
    10
  • 3 Atl
    9
  • 4 São
    10
  • 5 Pal
    8
  • Veja tabela completa