Atacante renovou vínculo com o Atlético até o fim do Campeonato Mineiro. Foto: Pedro Souza/Atlético

Atacante renovou vínculo com o Atlético até o fim do Campeonato Mineiro. Foto: Pedro Souza/Atlético

Com contrato recém-renovado com o Atlético-MG, Diego Tardelli fica no clube de Belo Horizonte pelo menos até o fim do campeonato Mineiro, em maio. O atacante, porém, esteve perto de deixar o clube, isso porque não fazia parte dos planos do ex-treinador Jorge Sampaoli.

Em coletiva na Cidade do Galo nesta quarta-feira (3), o atacante explicou que estava apto a entrar em campo desde o final de dezembro, quando se recuperou de lesão, mas que ficou de fora da reta final do Brasileiro por opção do argentino.

“Quando ele não me colocava, era uma ideia dele, eu não concordava porque sabia que estava em um momento muito bom, que poderia ajudar de alguma forma. Infelizmente, ele não cumpriu com essa obrigação. Enfim, foi uma decisão dele, procurei ficar calado para não expor isso pelo momento que o clube passava. Trabalhei quieto, fiz minha parte, estava à disposição desde o dia 25 de dezembro, mas não fui aproveitado. Ficou um sentimento um pouco triste da minha parte por não ter ajudado como queria, porque sei que poderia ser importante nesta reta final do Brasileiro, me preparei para isso, mas infelizmente, ele optou por outros atletas”.

“No dia 16 de janeiro, eu tive uma conversa com o Sampaoli. Ele tinha me passado que em um primeiro momento não iria me utilizar e foi me passado o que ele poderia fazer para me ajudar dentro de campo e no dia a dia. A única coisa que falei é que precisava ganhar ritmo de jogo. Se fosse me utilizar ou não, as pessoas tinham que ver. A imprensa não acompanha mais o treinamento e muita gente não sabe o que está acontecendo. Pedi para ele me relacionar e se ele quisesse me utilizar estaria à disposição. Deixei ele super à vontade, não tenho problema nenhum com ele”, explicou.

Tardelli se disse contente pela oportunidade de seguir no Galo e disse ter condições de renovar mais uma vez.

 “Posso ajudar, render muito dentro de campo. E tenho a maior motivação de estar no Atlético. Fico feliz pela renovação. Mesmo sendo por um período curto, sei que será estendido porque sei da minha capacidade, do meu valor e do que eu posso representar para torcida”, comentou.

Ficando no clube, Tardelli pode voltar a trabalhar com o técnico Cuca, que surge como favorito para assumir o comando da equipe após saída de Sampaoli. Questionado sobre o treinador, com quem foi campeão da Libertadores de 2013, o atacante rasgou elogios.

“O que eu tenho a falar do Cuca são só coisas boas. Desde a época do São Paulo, em 2004, quando a gente trabalhou juntos, ele foi o cara que deu a oportunidade de mudar minha vida quando me levou para a China. É um pai que eu tenho. Ao mesmo tempo que a gente é feliz, a gente acabou discutindo, coisa de família”, declarou.

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Bah
    0
  • 2 Atl
    0
  • 3 Cor
    0
  • 4 Spo
    0
  • 5 Red
    0
  • Veja tabela completa