Ricardo Mauricio que já havia vencido a prova em 2010, voltou a ganhar em 2019. Foto: Marcos Júnior Micheletti/Portal TT

Ricardo Mauricio que já havia vencido a prova em 2010, voltou a ganhar em 2019. Foto: Marcos Júnior Micheletti/Portal TT

O Autódromo José Carlos Pace, em Interlagos, recebe no próximo domingo (23), a 12ª edição da Corrida do Milhão, prova que será disputada em bateria única, em um final de semana diferente, por conta da pandemia.

Depois da abertura da temporada em Goiânia em rodada dupla no dia 26 de julho, a Stock realizará uma prova no sábado (22) e a Corrida do Milhão no dia seguinte, aproveitando a logística no autódromo paulistano. O grid da Corrida do Milhão será definido poucas horas antes da largada, no domingo (23). 

PARTICULARIDADES NA EDIÇÃO DE 2020

Por conta da pandemia do novo coronavírus, não haverá presença de público em Interlagos, e a prova será transmitida ao vivo pela Globo a partir das 10h (de Brasília). E, desta vez, o prêmio milionário não será destinado ao piloto, mas revertido em ítens no combate à pandemia do novo coronavírus, como EPIs (equipamentos de proteção individual), medicamentos, produtos de higiene pessoal, cestas básicas e serviços, para serem distribuídos ao longo do segundo semestre em várias regiões do Brasil, que vem registrando índices na casa de 1000 mortes por dia da covid-19 há mais de três meses.

HISTÓRICO DA CORRIDA DO MILHÃO

PRÊMIO DE 2008 FOI EM DÓLARES

Desde sua criação, em 2008, a Corrida do Milhão só não foi disputada em 2009, e três pilotos venceram mais de uma vez: Thiago Camilo, que faturou o prêmio milionário nas edições de 2011 e 2012 em Interlagos e em 2015 em Goiânia, Rubens Barrichello, que ganhou em 2014 e 2018, ambas em Goiânia, sendo a primeira no traçado misto e a segunda no anel externo e Ricardo Mauricio, que ganhou as provas de 2010 e 2019, as duas em Interlagos.

Na primeira edição da Corrida do Milhão, em 2008, no extinto Autódromo de Jacarepaguá-RJ, transformado em Parque Olímpico para a Rio-2016, a vitória foi do paraibano Valdeno Brito, primeira vitória dele na categoria. Sua conquista aconteceu após um problema do então líder, Cacá Bueno, que liderava a prova após ambos terem feito suas paradas nos boxes. Uma falha na bomba de combustível no carro de Cacá acabou sendo determinante para o triunfo de Valdeno. O prêmio, aliás, foi de 1 milhão de dólares e não de reais.

Valdeno não está no grid da Stock em 2020. Aliás, dos vencedores da Corrida do Milhão, é o único que não está na categoria na atual temporada.

O paraibano Valdeno Brito foi o vencedor da primeira edição da Corrida do Milhão, em 2008, no extinto circuito de Jacarepaguá. Foto: Marcos Júnior Micheletti/Portal TT

Em 2009 a prova não foi realizada. Em 2010, em Interlagos, o triunfo do paulista Ricardo Maurício, bicampeão da categoria (2008 e 2013). Na ocasião, Ricardinho largou em terceiro e assumiu a liderança após a parada para a troca de pneus, ganhando a posição de Marcos Gomes, que terminou em segundo.

Vencedor da Corrida do Milhão em 2010, Ricardo Maurício é bicampeão da Stock. Foto: Marcos Júnior Mcheletti/Portal TT



Depois, vitórias consecutivas do paulista Thiago Camilo em 2011 e 2012, ambas provas disputadas em Interlagos. Mesmo sem ter conseguido boas posições de largada, sétimo em 2011 e 20º em 2012, Camilo fez muitas ultrapassagens em ambas e contou com estratégias certeiras para os triunfos. Na prova de 2012, aliás, ainda contou com a falta de combustível de Cacá Bueno na reta dos boxes. Cacá, na ocasião, terminou em terceiro e ganhou seu quinto título na Stock.

Em 2011, a primeira vitória de Thiago Camilo na Corrida do Milhão. O piloto voltou a vencer a prova em 2012 e em 2015. Foto: Marcos Júnior Micheletti/Portal TT

Em 2013 foi a vez de Ricardo Zonta receber o prêmio milionário, naquela que coincidentemente foi sua primeira vitória desde que estreou na categoria, em 2007. Zonta largou em segundo (a pole foi de Allam Khodair) e a prova, que encerrou a temporada, definiu o bicampeonato em favor de Ricardo Mauricio, que terminou em segundo.

O paranaense Ricardo Zonta venceu a Corrida do Milhão em 2013. Aliás, foi sua primeira vitória na Stock Car. Foto: Marcos Júnior Micheletti/Portal TT

Em 2014 e 2015 a Corrida do Milhão foi disputada em Goiânia. Rubens Barrichello venceu a prova de 2014, no traçado misto aliás, seu primeiro triunfo na categoria, no ano em que acabou sagrando-se campeão. Thiago Camilo ganhou em 2015, pela terceira vez, também no misto.

Rubens Barrichello venceu pela primeira vez justamente em uma Corrida do Milhão, a de 2014, em Goiânia. Foto: Marcos Júnior Micheletti/Portal TT

Em 2016 foi a vez de Felipe Fraga vencer a prova milionária da Stock, tornando-se o mais jovem vencedor da Corrida do Milhão. Fraga largou em quarto e contou com o toque entre Ricardo Mauricio e Marcos Gomes  (2º e 3º colocados no grid) e superou o pole Rubens Barrichello na quinta volta.

Felipe Fraga comemora a vitória na Corrida do Milhão de 2016, em Interlagos. Foto: Marcos Júnior Micheletti/Portal TT

Em 2017 foi a vez de Daniel Serra faturar a Corrida do Milhão, justamente no ano em que venceu seu primeiro título na Stock Car. Partindo da pole, dominando quase toda a prova disputada em Curitiba, perdendo a liderança apenas após sua parada obrigatória, mas recuperando-a ao ultrapassar Thiago Camilo, Serra fechou uma jornada muito positiva, pois vinha de vitória nas 24 Horas de Le Mans, pela classe LMGTE-Pro

Em Curitiba, vitória de Daniel Serra na Corrida do Milhão de 2017. Foto: Fernanda Freixosa/Vicar

 

Em 2018, outra vitória de Rubens Barrichello, novamente em Goiânia, mas desta vez no anel externo do traçado da capital de Goiás. Partindo do segundo lugar no grid, o piloto do carro #111 da Full Time Sports sempre esteve entre os líderes, mas a cartada decisiva foi no útimo pit-stop, quando fez um rápido reabastecimento para voltar à frente de Max Wilson e do português António Félix da Costa e garantir o seu segundo triunfo na prova milionária da Stock.

Barrichello comemora sua segunda vitória na Corrida do Milhão, em 2018, repetindo o feito de 2014, ambas em Goiânia. Foto: Reprodução/Stock Car



Em 2019, a segunda vitória de Ricardo Mauricio (Eurofarma RC), vencedor da edição de 2010. A corrida de 2019 reservou emoção em sua fase final. Lucas Di Grassi fez uma manobra ilegal para superar o líder Ricardo Mauricio (passando pela área de entrada aos boxes) e acabou punido. Com isso, Ricardinho recebeu a bandeira quadriculada em primeiro lugar.

Ricardo Mauricio em 25 de agosto de 2019, dia em que venceu a Corrida do Milhão pela segunda vez, exibindo o anel da vitória na mão direita. Foto: Marcos Júnior Micheletti/Portal TT

 

CURIOSIADADES SOBRE A CORRIDA DO MILHÃO:

Na primeira edição da prova, em 2008, com vitória de Valdeno Brito, o prêmio foi de 1 milhão de dólares, o que equivaleria hoje (21 de agosto de 2019), a um valor de aproximadamente 4 milhões de reais.

A prova não foi realizada em 2009, e desde 2010 o valor para o vencedor é de 1 milhão de reais.

A Corrida do Milhão foi a primeira vitória na Stock para três pilotos: Valdeno Brito (2008); Ricardo Zonta (2013) e Rubens Barrichello (2014).

Rubens Barrichello e Daniel Serra foram os únicos que largaram na pole e venceram (em 2014 e 2017, respectivamente), ambas disputadas em Goiânia.

O recordista de poles na prova é Marcos Gomes (campeão da Stock na temporada de 2015), com três (2010, 2011 e 2015), mas ele nunca venceu a corrida. Cacá Bueno foi o pole em duas oportunidades (2008 e 2012), mas também persegue o prêmio milionário.

ABAIXO, IMAGENS DIVULGADAS PELA STOCK CAR, COM TODOS OS VENCEDORES DAS 11 EDIÇÕES DA CORRIDA DO MILHÃO

CAMPEONATO

A temporada da Stock Car em 2020, em razão da pandemia, teve apenas uma etapa disputada até agora, a rodada dupla de Goiânia, no dia 26 de julho, com vitórias de Ricardo Zonta (RCM Motorsport) e Rubens Barrichello (Full Time Sports). Barrichello, aliás, lidera o campeonato com 38 pontos. Daniel Serra, vice-líder, está com 34. Thiago Camilo, com 31, é o terceiro.

PROGRAMAÇÃO COMPLETA PARA 3ª ETAPA E A CORRIDA DO MILHÃO DA STOCK CAR (4ª ETAPA) - INTERLAGOS (SP)

Sexta-feira, 21 de agosto

9h00 às 9h15: shakedown Stock Car

10h00 às 11h10: treino livre 1 Stock Car

14h00 às 15h10: treino livre 2 Stock Car

Sábado, 22 de agosto

9h00 às 9h32: classificação Stock Car

11h00 às 11h40: corrida 2ª etapa Stock Car

Domingo, 23 de agosto

8h15 às 8h47: classificação Stock Car

10h13 às 10h43: Corrida do Milhão Solidário Stock Car, 3ª etapa


     

 

CLIQUE AQUI PARA ACESSAR A HOME DE AUTOMOBILISMO DO PORTAL TERCEIRO TEMPO 

CLIQUE AQUI PARA ACESSAR O CANAL DO BELLA MACCCHINA NO YOUTUBE 

 

 

 

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Bah
    0
  • 2 Atl
    0
  • 3 Cor
    0
  • 4 Spo
    0
  • 5 Red
    0
  • Veja tabela completa