O ex-ponta marcou época em Moça Bonita. Foto: Divulgação

O ex-ponta marcou época em Moça Bonita. Foto: Divulgação

Há exatamente um ano, em Belo Horizonte, morria o ex-ponta Marinho, que marcou época pelo Bangu e também defendeu o Botafogo (RJ) e Atlético Mineiro, entre outros. Ele estava com 63 anos e a causa de seu óbito foi um câncer que começou no pâncreas e depois migrou para fígado e estômago.

Marinho foi um dos principais jogadores do time de Moça Bonita que conquistou o vice-campeonato brasileiro de 1985, perdendo a final para o Coritiba. Ele, inclusive, recebeu naquele ano o troféu “Bola de Ouro” da revista Placar, que premiava o melhor jogador do Brasileirão.

Em 1988, ao lado de Paulinho Criciúma e Mauro Galvão ele foi ngociado com o Botafogo. Também jogou pelo América de Rio Preto e Atlético Mineiro, onde começou a carreira. Foi duas vezes campeão mineiro pelo Galo.

Também disputou 15 partidas pela Seleção Brasileira. 

CLIQUE AQUI E VEJA A PÁGINA DE MARINHO NA SEÇÃO "QUE FIM LEVOU?"

À frente de seu automóvel Mercedes Benz, o ex-jogador do Bangu, Marinho, esbanja a boa fase. Foto: Placar

 

Em pé, da esquerda para a direita: Márcio, Ortiz, Getúlio, Dionísio, Toninho Cerezo e Vantuir. Agachados: Marinho, Danival, Paulo Isidoro, Reinaldo e Marcelo. A foto é da Revista Placar de 77. O fotógrafo é Guinaldo Nicolaevsky.

 

Esta formação do Bangu é de 1987, um ano antes de Márcio Nunes encerrar a carreira. Em pé estão Palmieri, Márcio Rossini, Oliveira, Jacimar, Mauro Galvão e Márcio Nunes; agachados vemos Marinho, Arturzinho, Paulinho Criciúma, Ézio e Tobi. Foto: Bangu

 

Time do Atlético-MG dirigido por Yustrick na partida em que venceu a França por 3x1. Estão em pé, da esquerda para a direita, Modesto, Alves, Heleno, Márcio Paulada, Ortiz e Silvestre. Agachados: Marinho, Danival, Reinaldo, Ângelo e ponta não identificado. A foto-relíquia é do livro "O Eterno Futebol", autobiografia do saudoso Mário Trigo, dentista da seleção nas vitoriosas campanhas da Suécia, Chile e México.

 

Festa do troféu "Melhores do Esporte", da Sogipa, em Porto Alegre (RS). A foto foi feita por Sérgio Neglia no dia 8 de abril de 2002. Só pontas foram homenageados. Na fila mais alta, da esquerda para a direita, estão: um jogador não identificado, Zagallo, outro não identificado, Loivo, mais três não identificados, Rogério (ex-Botafogo), Edu (ex-Santos), Romeu (cabeludo e encoberto), Robertinho (à frente de Romeu e de paletó marrom), Lico, Ortiz, Hilton Oliveira (de óculos), Capitão (camisa azul e à direita de Hilton de Oliveira), Paulo Borges (gravata cinza e terno escuro), Terto (atrás de Paulo de Borges), Gilson Porto (com o troféu), Edu Bala, um ponta não identificado, Mané Maria, Buião, Aladim, Pepe e Vaguinho. Na fila à frente: Valdomiro (gravata vermelha), Gilson Nunes, Maurício, Paulo Cézar Caju, João Paulo (ex-Guarani), Toquinho, Osni, João Paulo (paletó azul), João Paulo, Marinho, Jairzinho, um ponta não identificado, Lula e Sérgio Galocha

 

Uma seleção brasileira em 1986, pouco antes da Copa do Mundo do México. Em pé: Leandro, Elzo, Oscar, Mozer, Carlos e Branco. Agachados: Nocaute Jack (massagista), Marinho, Sócrates, Careca, Muller, Edivaldo e o roupeiro Ximbica. A foto foi enviada por Alessandro Lazarini Silveira.

 

O primeiro em pé é o lateral Tonho. O goleiro é Tião, seguindo-se Gilson Paulino e Mococa. Agachados: Marinho, Arturzinho, Fernando Macaé, Mário (ex-Flu) e Ado.

 

Este é o Atlético Mineiro campeão estadual invicto de 1976. Na primeira fila, em pé, estão da direita para a esquerda Paulo Benigno, Barbatana, Vantuir, João Leite, Modesto, Ortiz, Gregório (massagista) e Waltinho (massagista); na fila do meio estão Silvestre, Ângelo, Danilo, Marcio, Flávio, Toninho Cerezo, Dionísio e Getúlio; sentados na primeira fila estão Reinaldo, Marinho, Alfredo, Wallace, Marcelo, Paulo Izidoro, Heleno e Marcinho

 

Da esquerda para a direita, em pé: Toinho, Fernandes, Tecão, Índio, Gilson Paulino e Lima. Agachados: Marinho, Arturzinho, Fernando Macaé, Mário e Marcelinho

 

Veja como estavam Marinho e Lico, em foto de 2002

 

No dia 8 de abril de 2002, Marinho participou do Troféu Melhores do Esporte

 

Na final do Campeonato Brasileiro de 1985, pelo Bangu, comemorando o gol que acabou anulado por Romualdo Arppi Filho, contra o Coritiba. Foto: Revista Placar

 

Dois momentos de Marinho

 

Marinho (centro) com a filha Priscila e o filho João. Foto: arquivo pessoal de Marinho

 

 

 

América de Rio Preto em 1980. Em pé: Beto, Aílton Silva, Jorge Lima, Luis Fernando, Braz e Miro. Agachados: Marinho, Beto Rocha, Paulinho Cascavel, Paulinho Jaú e Rômulo.

 

Zico e Marinho, em um grande duelo do futebol carioca. Foto: reprodução

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Bah
    0
  • 2 Atl
    0
  • 3 Cor
    0
  • 4 Spo
    0
  • 5 Red
    0
  • Veja tabela completa