Tricolor tem uma dívida na casa dos R$ 11 milhões com Daniel, que manifesta seu descontentamento. Foto: Rubens Chiri/saopaulofc.net

Tricolor tem uma dívida na casa dos R$ 11 milhões com Daniel, que manifesta seu descontentamento. Foto: Rubens Chiri/saopaulofc.net

A relação entre Daniel Alves e o São Paulo não é das melhores. Declarações do lateral no último sábado (7), após conquistar a medalha de ouro com a seleção brasileira, nas Olimpíadas de Tóquio, escancararam os problemas entre as partes.

 “O São Paulo falhou muito comigo e era um momento que eu tinha de escolher pelo São Paulo e por defender meu país, e sempre vou representar meu país e por tabela representar o time. As pessoas falam porque não conhecem minha dedicação, entrega e respeito com o São Paulo, sendo que o São Paulo muitas vezes falhou comigo, e eu não falho com o São Paulo”, afirmou o camisa 10 do Tricolor.

A crise entre clube e jogador é financeira. O São Paulo deu um passo maior que a perna com Daniel Alves, não conseguiu bancar a conta, e acumula uma dívida que ultrapassa a casa dos R$ 11 milhões.

Surpreendentes – ainda mais num momento de festa, quando celebrava o título com a seleção brasileira –, as declarações de Daniel Alves foram, de certo modo, desrespeitosas com o São Paulo. O lateral se colocou acima do clube e, embora tenha uma história riquíssima no futebol, se porto de forma arrogante e prepotente.

“Quando cheguei ao São Paulo, deixei bem claro que ia devolver o São Paulo para o mundo, o mundo ia começar a falar do São Paulo, porque o mundo me tinha, ou porque o São Paulo me tinha. Eu sou um atleta do mundo, e sempre representando os clubes que estou”, disse Daniel ainda no Japão

Ao mesmo tempo, o Tricolor falta com o respeito de forma indefensável com o atleta ao não cumprir com suas obrigações. Um claro gesto de amadorismo comum no futebol brasileiro.

Neste momento, Daniel Alves e São Paulo fazem mal um ao outro. O jogador, que tecnicamente é inquestionável, mas que está longe de ser o grande diferencial dessa equipe, que tem um salário fora dos padrões que o Tricolor pode pagar e que já tem uma quantia enorme atrasada para receber. E o clube, que não honra com aquilo que assinou e deixa o atleta “na mão” mês após mês. 

Em meio a esse contexto, surge o Sevilla como interessado no jogador. Dani fez história com a camisa do clube espanhol, onde jogou entre 2002 e 2008, e conquistou duas Ligas Europa.

Nesse momento, a saída do jogador parece saudável para os dois lados. Daniel voltará ao futebol europeu, onde certamente terá um padrão salarial ainda mais alto, jogará competições de nível mais alto, numa equipe onde é ídolo; e o clube do Morumbi se livra de uma conta que não consegue pagar.

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Bah
    0
  • 2 Atl
    0
  • 3 Cor
    0
  • 4 Spo
    0
  • 5 Red
    0
  • Veja tabela completa