Presidente alvinegro explicou o trabalho para tornar a dívida administrável. Foto: Ivan Storti/Santos FC

Presidente alvinegro explicou o trabalho para tornar a dívida administrável. Foto: Ivan Storti/Santos FC

Com uma gestão baseada na responsabilidade financeira, com o objetivo de tirar o Santos das dívidas milionárias, Andrés Rueda tem conseguido alcançar alguns objetivos importantes. Em entrevista à rádio 365, o dirigente santista revelou uma queda significativa nos valores que o Peixe tem a pagar.

“Fizemos um esforço para poder equacionar o que o Santos devia, o valor beirava quase R$ 700 milhões. A torcida fala para parar de pagar dívida e contratar jogador, mas se não entramos em acordo ou não pagamos, a conta corrente é bloqueada ou seus recebíveis são bloqueados. Em 2021, entre descontos de dívidas e acordos, baixamos os pagamentos para R$ 200 milhões. A dívida fica mais administrável, mas vira e mexe aparece alguma coisa do armário”, disse Rueda.

O presidente ainda destacou que novos problemas devem surgir em breve, mas assegurou que, embora pregue a austeridade, não deixou de lado o departamento de futebol.

“Semana passada tivemos um bloqueio de recebíveis de 2008/2009, de quase R$ 16 milhões. Estamos esperando também outra pendência relativa à venda do Neymar de R$ 13 milhões. Agora nossa obrigação é administrar isso, tentar negociar. Tenho total certeza que estamos colocando o trem em cima das linhas e vamos sair dessa situação. Mas deixando claro, não podemos esquecer o lado do futebol. Estamos fazendo o possível”, explicou Rueda.

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Bah
    0
  • 2 Atl
    0
  • 3 Cor
    0
  • 4 Spo
    0
  • 5 Red
    0
  • Veja tabela completa