O ex-piloto morreu no último sábado (22). Foto: Marcos Júnior Micheletti/Portal TT

O ex-piloto morreu no último sábado (22). Foto: Marcos Júnior Micheletti/Portal TT

O ex-piloto André Ribeiro, que morreu aos 55 anos no último sábado (22), em decorrência de câncer intestinal, esteve presente à segunda edição da São Paulo Indy 300, no Anhembi, em 2011, e na ocasião atendeu o Portal Terceiro Tempo para uma entrevista exclusiva, exatamente na véspera da prova, no dia 30 de abril.

Então gerenciando a carreira da pilota Bia Figueiredo, o sempre gentil André Ribeiro falou com entusiasmo da etapa paulistana da Indy, enaltecendo a melhora da organização da prova em relação à edição anterior e o que esperava da categoria para o ano seguinte, quando foram introduzidas mudanças nos carros. Ele também comentou sobre a situação de Bia Figueiredo, que se recuperava de uma contusão na mão direita, sofrida semanas antes, na etapa de São Petersburgo (Flórida).

Paulistano, nascido em 18 de janeiro de 1966, André Ribeiro disputou quatro temporadas na Indy, entre 1995 e 1998, conseguindo três vitórias, a mais marcante justamente no Brasil, a Rio 400, em 1996, prova que foi disputada no anel externo de Jacarepaguá.

Ele era casado com Melissa Ribeiro, com quem teve três filhas, e atualmente comandava a Group 1, no setor de concessionárias automotivas. 

ABAIXO, A ENTREVISTA COMPLETA DE ANDRÉ RIBEIRO A MARCOS JÚNIOR MICHELETTI


      

  

CLIQUE AQUI PARA ACESSAR A HOME DE AUTOMOBILISMO DO PORTAL TERCEIRO TEMPO 

CLIQUE AQUI PARA ACESSAR O CANAL DO BELLA MACCCHINA NO YOUTUBE

 

 

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Bah
    0
  • 2 Atl
    0
  • 3 Cor
    0
  • 4 Spo
    0
  • 5 Red
    0
  • Veja tabela completa