Volante afirmou que esperava ser tratado de forma diferente pela direção alvinegra. Foto: Daniel Augusto JR/Corinthians

Volante afirmou que esperava ser tratado de forma diferente pela direção alvinegra. Foto: Daniel Augusto JR/Corinthians

Sem clube desde que deixou o Corinthians em janeiro, Ralf não escondeu sua mágoa com a direção do Timão. Em entrevista ao globoesporte.com, o volante se manifestou pela primeira desde que rescindiu seu contrato com o clube do Parque São Jorge e destacou que se chateou pela forma como precisou sair da equipe.

“A gratidão não foi do jeito que eu esperava”, afirmou o jogador que explicou que foi avisado que não precisaria se apresentar com o clube apenas na véspera da reapresentação do elenco.

“Desliguei e fiquei pensando. Chateado e pensando. Não me preparei, não me prepararam. Se me avisam antes, um mês antes...O treinador já estava há dois meses acertado com o clube e sabia com quem poderia contar. Podia me falar: ´Você não está nos planos´. Beleza. Mas assim? ´Amanhã você não vai se reapresentar´. Não me deram oportunidade de nada, ele não me conhece. Mas respeito o treinador, a opinião dele. Não quer contar com o Ralf? Beleza. Mas eu tenho uma história no clube, não é assim. A gente entende a filosofia de trabalho, mas não era para me tratar como se eu fosse qualquer um”, disse Ralf.

“Eu esperava essa ligação no dia da reapresentação, de serem honestos comigo, falarem diretamente comigo, como homem. Hoje já não espero essa ligação”, completou.

Questionado se defenderia algum rival do Corinthians no futuro, o jogador de 35 anos destacou seu profissionalismo, afirmou que aceitaria o desafio e destacou que a torcida corintiana entenderia sua situação.

“Todo mundo sabe da minha gratidão pelo clube. O Corinthians é minha vida, mas hoje eu sou um profissional, estou aberto ao que aparecer, independentemente de ser rival ou não e do rótulo que tenho no Corinthians, só penso na minha carreira. Tenho tido consultas, estou aberto a tudo o que vier e não teria problema algum”, declarou Ralf.

“Pela forma como saí, hoje acho que entenderiam. Se fosse de outra forma, não entenderiam. Mas da forma como foi... Não que fui chutado, mas da forma como eu saí. O pessoal veria a parcela que eu contribuí, veria que sou um eterno grato ao Corinthians, mas entenderia o meu profissionalismo”, completou.

Fora dos planos do técnico Tiago Nunes, Ralf rescindiu contrato com o Corinthians no dia 22 de janeiro. Após chegar a um acordo com o Timão , o volante está livre no mercado para assinar com qualquer clube. Recebendo contatos de clubes do país e do exterior, o ex-camisa 5 do Timão ainda estuda seu futuro.

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Fla
    90
  • 2 San
    71
  • 3 Pal
    71
  • 4 Grê
    65
  • 5 Ath
    63
  • Veja tabela completa