Ponta-direita Canário (primeiro jogado da esquerda para a direita) conquistou o torneio europeu em 1959 e 1960 com o Real Madrid. Foto: José Alves

Ponta-direita Canário (primeiro jogado da esquerda para a direita) conquistou o torneio europeu em 1959 e 1960 com o Real Madrid. Foto: José Alves

Quando o árbitro Clément Turpin apitar o final do jogo entre Liverpool e Real Madrid, na tarde deste sábado (28), no Stade de France, em Saint-Dennis, no mínimo três jogadores brasileiros terão a honra de levantar a taça da principal competição de clubes do futebol europeu.

No lado de Liverpool, Alisson, Fabinho, Roberto Firmino brigam pelo título. Já na parte dos Merengues, Vinicius Jr, Rodrygo, Marcelo, Casemiro e Eder Militão sonham com a conquista.

Em toda a história, até hoje 54 jogadores brasileiros conquistaram a Liga dos Campeões da Uefa. A lista exclui jogadores naturalizados em outros países, como o próprio Thiago Alcântara (que disputará a final pelo Liverpool), que conquistou o título quando defendia o Bayern, ou Mazzola, campeão com o Milan em 1963.

O futebol brasileiro marcou presença na Champions League logo em sua quarta edição. E não foi com um único jogador. Em 1959, quando a competição ainda era chamada Copa dos Campeões, dos brasileiros faziam parte do estrelado elenco do Real Madrid. Os merengues, que tinham vencido as três primeiras edições do torneio, contaram na temporada 59 com o meia Didi e o ponta-direita Canário. Apesar de campeões, ambos não entraram em campo em nenhum jogo do clube espanhol na campanha.

 Didi nos tempos de Real Madrid

Ídolo e craque da seleção brasileira na Copa do Mundo de 1958, Didi chegou ao Real Madrid em 59, com o título de melhor jogador do mundial conquistado com o Brasil. Na capital espanhola, porém, o Folha Seca não brilhou, marcou apenas nove gols em 31 partidas, mas integrou o elenco campeão do principal torneio europeu naquele ano e na temporada seguinte. Sem sucesso na Espanha, Didi voltou ao Botafogo um ano depois.

CLIQUE AQUI E VISITE A PÁGINA DE DIDI NA SEÇÃO “QUE FIM LEVOU?”

Canário chegou ao clube do Santiago Bernabéu na mesma época em que Didi. O ponta se destacou jogando pelo América-RJ e foi quem deu mais certo com a camisa merengue. Canário chegou ao Madrid para substituir o francês Kopa, foi titular da equipe em boa parte de sua trajetória no clube, conquistou as edições de 59 e 60 com Real, inclusive jogando a final do segundo título. Desse modo, o ponta se tornou o brasileiro campeão jogando a competição. O brasileiro ainda defendeu Sevilla, Mallorca e Zaragoza, no futebol espanhol.

 Canário com a camisa do Real Madrid. Foto enviada por José Eustáquio

CLIQUE AQUI E VISITE A PÁGINA DE CANÁRIO NA SEÇÃO “QUE FIM LEVOU?”

Na sequência, Dino Sani, com o Milan em 1963, e Jair de Costa, com a Inter de Milão em 1964 e 1965 foram outros brasileiros que levantaram a taça europeia. Após os títulos em sequência dos clubes italianos, houve um intervalo de 22 anos sem que um brasileiro conquistasse o título. O fato só voltou a ocorrer em 1987, quando o Porto, que contava Casagrande, Celso, Elói, Juary e Paulo Ricardo, conquistou o título.

Com muitos brasileiros envolvidos, Manchester City e Chelsea se enfrentam neste sábado (29), às 16h (horário de Brasília), no Estádio do Dragão, em Portugal, pela grande decisão da Liga dos Campeões da Uefa. Finalista em 2008 e 2011 (ano em que conquistou seu único título), os Blues tentam levantar a taça pela segunda vez. Os citizens, por sua vez, fazem sua primeira final de Champions League na história e buscam o título inédito.

 

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Bah
    0
  • 2 Atl
    0
  • 3 Cor
    0
  • 4 Spo
    0
  • 5 Red
    0
  • Veja tabela completa