Sem jogar no Corinthians há seis meses, Romero tem apenas mais três semanas de contrato

Sem jogar no Corinthians há seis meses, Romero tem apenas mais três semanas de contrato

Arthur Sandes e Samir Carvalho
Do UOL, em São Paulo (SP)

Uma publicação de Ángel Romero na tarde de hoje deixou parte da torcida do Corinthians com a pulga atrás da orelha. O atacante criou uma legenda misteriosa para uma fotografia ao lado de Fábio Carille e abriu espaço para torcedores sonharem com sua renovação de contrato. Os dois emojis, de uma carinha e de uma assinatura, têm dado o que falar (veja abaixo). Segundo apurou o UOL Esporte, no entanto, não há sequer conversas neste sentido.

A postagem, aliás, gerou desconforto na alta cúpula do Corinthians. Eles alegam que insistiram na renovação por um ano e, inclusive, ofereceram o teto salarial do clube, cerca de R$ 550 mil mensais, mas o paraguaio mesmo assim não aceitou estender o seu vínculo com o Timão.

A publicação acontece a três semanas do final do contrato de Romero com o Corinthians. A princípio ele cumpre seu vínculo treinando até o último dia no CT Joaquim Grava, mas a foto e os emojis já fazem a torcida imaginar o contrário. "Do jeito em que estamos, já aceitaria de volta", escreveu um corintiano no Twitter. "Renova, Romero", pediu outro.
O clima nos corredores do Parque São Jorge, porém, é oposto. Segundo pessoas ouvidas pelo UOL Esporte, não há sequer conversas de renovação do contrato de Ángel Romero. "É tarde demais. Ele não vai renovar", resumiu uma delas.

A renovação é vista com enorme desconforto pela diretoria corintiana porque a negociação já se arrasta por mais de um ano. O principal entrave é o modelo de pagamento a Romero, que por contrato ganhou aumentos em cada ano desde 2014 e, por receber em dólar, passou a pesar bastante na folha salarial alvinegra.

A esta altura uma renovação antes do fim do contrato evitaria que o Corinthians pagasse 3 milhões de dólares (R$ 11,5 milhões na cotação atual) ao empresário Beto Rappa, uma compensação pelo agente ter trazido Romero do Cerro Porteño (PAR) em 2014 - à época a operação era permitida. Por outro lado, o problema é o jogo duro feito pelos empresários do paraguaio, que tentam aumento salarial e multa rescisória baixa.

O vínculo de Romero com o Corinthians termina em 14 de julho, e já há clubes interessados no atacante: o Atlético-MG é um deles, mas a negociação tem obstáculos justamente por causa do alto salário do paraguaio.

Em seis meses de afastamento, Romero chegou a treinar separado dos companheiros e depois foi reintegrado para participar de coletivos. O único jogo do qual participou no período aconteceu recentemente, pela seleção paraguaia, e ele ficou em campo por sete minutos.

Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Fla
    58
  • 2 Pal
    50
  • 3 San
    48
  • 4 Cor
    43
  • 5 São
    43
  • Veja tabela completa