Luxemburgo "cornetou" a diretoria alviverde em coletiva. Foto: Cesar Greco/Ag. Palmeiras

Luxemburgo "cornetou" a diretoria alviverde em coletiva. Foto: Cesar Greco/Ag. Palmeiras

Vanderlei Luxemburgo passou todo o período de pós parada por causa da Covid-19 – que é bom que se lembre ainda está entre nós -, sustentando o discurso de que o Palmeiras vai seguir prestigiando a molecada da base.

Gabriel Veron, Gabriel Menino, Patrick de Paula e outros meninos de futuro brilhante do clube, tinham seus egos massageados nas entrevistas pelo veterano treinador.

A impressão que dava é que o experiente Luxa de Madureira estava realmente em sintonia com a direção do Palmeiras.

Nesta quarta-feira, 7/10, o treinador mudou de rota.

A mudança de direção em pleno voo pode provocar um choque de graves proporções para o treinador.

Luxemburgo, afirmam fontes que conhecem, e bem, os bastidores palmeirenses, fez tudo ao contrário do que havia sido combinado com a direção ao ser contratado.

Luxemburgo foi para o Palmeiras para fazer parte de um processo que visa aproveitar os garotos criados em casa.

Muitos deles com títulos conquistados nas categorias de formação, que lhe dão sustentação para iniciar uma carreira de destaque no Verdão.

Luxemburgo vinha bem.

Estava na iminência de tiar um dez.

Mas pisou na bola, é o que afirmam conselheiros ligados ao presidente Maurício Galiotte.

A entrevista pós derrota para o Botafogo por 2 a1, mostrou um Luxemburgo tentando voltar a ser o que era na década de 1990.

Era, então, um técnico que falava grosso nas entrevistas. Não aliviava para ninguém. Fazia críticas veementes. Criava factódes. Era mestre em desviar o foco das atenções.

Quando o time perdia, Luxa criticava a arbitragem. Ou elegia um culpado, que tanto podia ser um jogador, um dirigente ou até mesmo um jornalista.

Depois que voltou a treinar uma equipe, após um longo período de ostracismo, Luxa estava falando manso. Mudou o tom de seu discurso na noite de quarta-feira.

O futebol de hoje não admite mais treinador que não pensa duas vezes para mostrar seu descontentamento. Quem age assim, sofre as consequências.

O futebol que o Palmeiras mostra, não credencia o seu treinador a expor as deficiências de seu elenco e muito menos lhe dá respaldo para reclamações públicas.

Ou Luxa volta a operar no modo tranquilo e manso, que marcou a sua volta à beirada do gramado, ou não vai demorar muito para engrossar a fila dos desempregados.

 

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Bah
    0
  • 2 Atl
    0
  • 3 Cor
    0
  • 4 Spo
    0
  • 5 Red
    0
  • Veja tabela completa