Técnico português disputará a decisão do torneio continental pelo segundo ano seguido. Foto: Cesar Greco

Técnico português disputará a decisão do torneio continental pelo segundo ano seguido. Foto: Cesar Greco

Atual campeão, o Palmeiras está de volta à grande final da Libertadores da América. Ao empatar por 1 a 1 com o Atlético-MG, em pleno Mineirão, o Verdão carimbou o passaporte para a decisão do torneio continental e repetiu o feito do time comandado por Luiz Felipe Scolari, no final do século XX.

Campeão do torneio em 1999 sob o comando de Felipão, o Verdão voltou a disputar a grande final da competição no ano seguinte. Um coincidência que une o time de 2000 e a equipe atual é o fato de ter eliminado um rival brasileiro na semifinal. Em 2021, o confronto foi contra o Galo. Vinte e um ano atrás o duelo foi contra o Corinthians, em jogo que ficou marcado pelo pênalti defendido por Marcos na cobrança de Marcelinho.

Naquela oportunidade, o Palmeiras encarou na final o Boca Juniors, de Riquelme e Carlos Bianchi. Após empate em 2 a 2 na Bombonera e 0 a 0 no Morumbi, o Verdão acabou derrotado nos pênaltis, perdendo a chance de conquistar o bi-continental.

Campeão em 2020 ao bater o Santos na decisão, o time de Abel Ferreira repete o feito daquela equipe do final do século passado. O adversário da grande final pode ser o Flamengo, que tem vantagem sobre o Barcelona de Guayaquil na semifinal. Resta saber se o torcedor palmeirense terminará a final triste como em 2000, ou se a história será diferente e o segundo título consecutivo (terceiro na história alviverde) virá.

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Bah
    0
  • 2 Atl
    0
  • 3 Cor
    0
  • 4 Spo
    0
  • 5 Red
    0
  • Veja tabela completa