Francês triunfou com a Williams em Hockenhem há 27 anos.  Foto: Reprodução

Francês triunfou com a Williams em Hockenhem há 27 anos. Foto: Reprodução

Há exatos 27 anos, Alain Prost, tetracampeão de Fórmula 1 (1985, 1986, 1989 e 1993), vencia seu último GP na categoria, disputado no circuito de Hockenheim, na Alemanha.

Com a quase imbatível Williams FW15C empurrada pelo fortíssimo V10 de 3,5 litros da Renault, o francês dominava a temporada, e acabou por vencê-la com tranquilidade, somando sete vitórias no ano.

No treino que definiu o grid, no traçado que à época contava com 6.815 metros, com um longo trecho na Floresta Negra,, Prost só teve a concorrência de seu companheiro de equipe, o inglês Damon Hill.

Alain garantiu a pole com 1min38s748, 0s157 melhor que Damon. O abismo técnico para as demais equipes se evidenciava  pela diferença de ambos em relação aos que vieram a seguir. Michael Schumacher (Benetton), terceiro no grid, ficou 0s832 em relação a Prost, e Ayrton Senna (McLaren), em quarto, a 0s868.

NA CORRIDA

Na largada, Hill tomou a ponta e Prost, que caiu para quarto. Grande largada de Schumacher, que subiu para segundo. Senna era o terceiro quando Prost tentou ultrapassá-lo e eles se tocaram. Pior para o brasileiro que rodou, ficando na contra-mão, caindo para último.

Enrosco entre Prost e Senna logo no começo. Brasileiro caiu para último. Foto: Reprodução

  

Na volta 7, depois de ter superado Schumacher, Prost deixou Hill para trás e assumiu a liderança, posição que manteve até o final.

Hill acabou abandonando na volta 43, com problema de pneus. Assim, caminho livre para Schumacher, diante de seu público, subir ao segundo degrau do pódio. O inglês Mark Blundell (Ligier-Renault) terminou em terceiro. Senna, em grande recuperação, foi o quarto.

Os outros brasileiros, Christian Fittipaldi (Minardi-Ford) e Rubens Barrichello (Jordan-Hart) não pontuaram. Christian foi o 11º e Barrichello abandonou no giro 41.

Ao término do GP da Alemanha, Prost chegava aos 77 pontos, 27 a mais que o segundo colocado na tabela, Ayrton Senna. 

DEPOIS DA F1...

Prost  voltou ao cenário da Fórmula 1 com intensidade no final de 1996, quando adquiriu a Ligier e fundou seu time, a Prost Grand Prix, que disputou cinco temporadas, entre 1997 e 2001. O time faliu no final de janeiro de 2002, e o melhor ano foi o de estreia, 1997, quando terminou em sexto lugar entre os construtores. O time, que contava com motor Mugen-Honda em 1997, foi ao pódio em duas oportunidades naquele ano, ambas com o francês Olivier Panis, terceiro colocado no GP do Brasil e segundo no GP da Espanha.

Atualmente, Alain Prost trabalha como consultor da Renault na Fórmula 1, equipe que na próxima temporada terá Fernando Alonso retornando ao grid, após dois anos. O espanhol formará dupla com o francês Esteban Ocon. 


     

 

CLIQUE AQUI PARA ACESSAR A HOME DE AUTOMOBILISMO DO PORTAL TERCEIRO TEMPO 

CLIQUE AQUI PARA ACESSAR O CANAL DO BELLA MACCCHINA NO YOUTUBE 

 

 

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Fla
    90
  • 2 San
    71
  • 3 Pal
    71
  • 4 Grê
    65
  • 5 Ath
    63
  • Veja tabela completa