Alvinegro teve grande volume de jogo contra a Ponte, mas erros custaram o resultado

Alvinegro teve grande volume de jogo contra a Ponte, mas erros custaram o resultado

O Corinthians foi a Campinas ontem (30/01) para encarar a Ponte Preta no Estádio Moisés Lucarelli e saiu derrotado. A Macaca venceu pelo placar de 2 a 1, marcando dois tentos em seguida, aproveitando-se de dois erros do Timão na saída de bola. Ademais disso, o time de Tiago Nunes apresentou um grande volume de jogo e, não fossem as falhas, poderia ter saído com os três pontos.

Os números da partida escacaram a superioridade do novo Corinthians e as mudanças no estilo de jogo. A equipe da capital paulista teve 70% de posse de bola, finalizou 23 vezes (8 disparos no gol) e trocou 517 passes, com uma precisão de 86%. Contudo, nem tudo são flores pelos lados do Parque São Jorge e há pontos que precisam ser evoluídos.

A saída de bola através da troca de passes, sem rifar, é traço característico da ideia de jogo de Tiago Nunes e fundamental para a construção das jogadas do Corinthians. No entanto, há que ser realizada com responsabilidade. Duas falhas no início da jogada saindo do campo de defesa resultaram nos dois gols da Ponte na partida de ontem e custaram o resultado.

A precisão nas finalizações também é um quesito que necessita ser melhorado. Na noite de ontem, como citado no segundo parágrafo, a equipe corintiana finalizou 23 vezes, mas apenas 8 desses chutes tiveram o gol como endereço. Um aproveitamento bastante baixo. O time tem que traduzir todo o volume de jogo em gols e, para tal, há que se botar o pé na forma.

Outro ponto preocupante é o espaço deixado nas costas dos laterais. Com a nova filosofia de jogo do Alvinegro, os laterais apoiam muito mais do que outrora o faziam e, portanto, é normal que haja mais espaços para que os adversários contra-ataquem pelos flancos. Os volantes precisam estar preparados para cobrir esses espaços e a transição defensiva tem que ser feita de modo rápido e organizado.

Por fim, Luan não é batedor de pênaltis. Seu aproveitamento da marca da cal nunca foi um esplendor e o Corinthians precisa ter noção disso e definir um batedor oficial. De positivo, fica a atuação do volante Cantillo, o qual entrou na segunda etapa (vestindo a 24, sim!) e deu vida à meia cancha corintiana, distribuindo muito bem o jogo e descolando belos passes.

Tiago Nunes tem pouco tempo para corrigir esses aspectos e obter uma equipe melhor preparada para a primeira partida da decisão da pré-Libertadores, que acontece na próxima quarta-feira (05/02), frente ao Guaraní, no Paraguai. Antes disso, o Timão encara mais uma prova de fogo contra o Santos, na manhã de domingo (02/02), em Itaquera. E aí, torcedor, será que o Corinthians passará nos testes?

 

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Int
    12
  • 2 Vas
    10
  • 3 Atl
    9
  • 4 São
    10
  • 5 Pal
    8
  • Veja tabela completa