Ele estava com 73 anos e foi vítima de covid-19. Foto: Reprodução

Ele estava com 73 anos e foi vítima de covid-19. Foto: Reprodução

Morreu neste sábado (27), aos 73 anos, o jornalista e radialista Paulo Stein, vítima de complicações provocadas por covid-19. 

Ele estava internado no Hospital Anchieta, no bairro do Caju, na capital carioca, sua cidade natal. O sepultamento, restrito a familiares, será neste domingo (28), no Cemitério do Caju.

Paulo Stein foi uma das mais marcantes vozes da extinta TV Manchete, tanto nas locuções esportivas como apresentando telejornais e desfiles de Carnaval.

Também escreveu colunas para diversas revistas, entre elas "Placar", "Fatos e Fotos" e "Manchete". Também foi professor de telejornalismo e radiojornalismo.

Entre 2008 a 2010 apresentou alguns programas da grade da ESPN Brasil, e em 2011 passou a integrar as transmissões dos canais SporTV e PFC.

CLIQUE AQUI E VEJA A PÁGINA DE PAULO STEIN NA SEÇÃO "QUE FIM LEVOU?"

A mesma mesa-redonda de Lésigny: Carlos Bilardo (convidado pela Manchete), não compareceu. É que queria um cachê "só" de US$ 15 mil por uma hora de programa. Oldemário Touguinhó é o último à direita


Em Lésigny, em 1998. Oldemário Touguinhó, o narrador Édson Mauro, Paulo Stein, Washington Rodrigues (o Apolinho) e Milton Neves


 


 


 


Paulo Stein em ação pela Manchete. Foto: UOL


Paulo Stein passou pelos canais ESPN nos anos 2000. Foto: Reprodução

 

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Bah
    0
  • 2 Atl
    0
  • 3 Cor
    0
  • 4 Spo
    0
  • 5 Red
    0
  • Veja tabela completa