O ex-goleador trabalhava como treinador. Foto: Divulgação

O ex-goleador trabalhava como treinador. Foto: Divulgação

Morreu na manhã deste domingo (2), no Rio de Janeiro, aos 66 anos, o ex-atacante Luisinho Lemos, ídolo da equipe do América-RJ. 

Ele estava internado desde o último dia 25 de maio quando sofreu um infarto enquanto dirigia o América-RJ na estreia da equipe carioca pela Série B do Campeonato Carioca, contra o Nova Cidade.

Seu corpo será velado nesta segunda-feira (3) no Cemitério do Caju, entre 9h e 12h30. A cerimônia de cremação, no mesmo local, está marcada para 13h.

Também conhecido como Luisinho "Tombo", carioca de Niterói, nascido em 3 de outubro de 1952, ele era de uma família de futebolistas, irmão de César Maluco e de Caio Cambalhota.

Além de ter defendido a linda camisa vermelha do América-RJ, tendo sido o maiior artilheiro da história do clube, com 311 gols, Luisinho Lemos também jogou por Flamengo, Botafogo, Internacional-RS, Palmeiras e Ferroviária de Araraquara.

Depois de deixar os gramados comandou diversas equipes, incluindo algumas do Oriente Médio, como Al-Shamal (Catar), Al-Seeb (Omã) e Hatta Club (Emirados Árabes).

CLIQUE AQUI E VEJA A PÁGINA DE LUISINHO LEMOS NA SEÇÃO "QUE FIM LEVOU?"

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 San
    32
  • 2 Fla
    30
  • 3 Pal
    30
  • 4 Atl
    27
  • 5 São
    27
  • Veja tabela completa