Ele residia em Bragança Paulista. Foto: Marcos Júnior Micheletti/Portal TT

Ele residia em Bragança Paulista. Foto: Marcos Júnior Micheletti/Portal TT

Morreu na manhã do último sábado (31)), aos 93 anos, Annibal Fonseca, um dos grandes nomes da imprensa esportiva brasileira. A causa da morte não foi informada.

As cerimônias fúnebres serão realizadas no Cemitério Jardim da Serra, em Bragança Paulista.

Paulistano do bairro da Barra Funda, onde nasceu em 15 de novembro de 1927, Annibal recebeu uma justa homenagem pelos 50 anos de trabalho no jornalismo esportivo. Clique aqui e veja a cobertura completa do evento, com texto e fotos de Marcos Júnior Micheletti, do Portal Terceiro Tempo.

No final da década de 1950 ele integrou um dos postos mais cobiçados do rádio paulistano, como narrador da então Rádio Panamericana (atual Jovem Pan), tendo como momento marcante a narração do títlo mundial de boxe de Eder Jofre em 1960, nos Estados Unidos. Annibal foi o único locutor a narra o feito do boxeador.

Annibal Fonseca entrevista o experiente Walter Lacerda sob os olhares de Romeu Vilela Pinto (o 3º), um tradicional braço-direito e colaborador do empresário AAA de Carvalho, o Tuta, dono da Jovem Pan. O quarto é Nélson Tabarelli. Já os dois primeiros à esquerda não identificamos. Foto enviado por David Fonseca


Annibal, o primeiro à direita, sua esposa e filha e o sempre importante operador de som. Foto enviado por David Fonseca


Annibal e Muniz marcaram época na Rádio Panamericana, hoje Jovem Pan. Foto enviado por David Fonseca


Annibal entrevista o querido Paulo Machado de Carvalho, no Pacaembu. O primeiro à direita é Moacir Bombig, saudoso operador de som. Foto enviado por David Fonseca


Não importavam as condições metereológicas que a imprensa estava na labuta. O único com o microfone em punho é o repórter-volante Annibal Fonseca da rádio Jovem Pan. O primeiro à esquerda é Nelson Tabarelli e à direita é o saudoso Natal Baldini. Foto enviado por David Fonseca


Annibal Fonseca ao lado do lendário Djalma Santos, que naquele dia jogaria pela Seleção Paulista. Foto enviado por David Fonseca


Annibal com o microfone em punho e atrás do "repórter volante da Jovem Pan" a sua excelentíssima esposa Elisa Morgado da Fonseca. O fumante é o jornalista da Gazeta Esportiva Milton Peruzzi. Foto enviado por David Fonseca


Basquete no ginásio do Pacaembu (1954): Natal Baldini, Antonio Euclides e Aníbal Fonseca.


Aymoré Moreira em um de seus lugares preferidos: o banco de reservas. O saudoso treinador, em 1964, tem à sua esquerda Arnaldo Tirone e o então repórter-volante Aníbal Fonseca, da Rádio Jovem Pan (de óculos e com capa de chuva). Na outra extremidade do banco você vê o "sapo" Juca Chaves, Pelé (só o rosto) e Mário Américo (o quarto, da esquerda para a direita). Era jogo da Seleção Paulista.


Dois momentos de Annibal Fonseca


Homenageado na 36ª edição do Troféu Aceesp, por seus 50 anos de carreira, na noite de 6 de dezembro de 2019, no Museu do Futebol, em São Paulo. Foto: Marcos Júnior Micheletti/Portal TT


 


 


Paulo Edson e Annibal Fonseca, homenageados na 36ª edição do Troféu Aceesp, por seus 50 anos de carreira, na noite de 6 de dezembro de 2019, no Museu do Futebol, em São Paulo. Foto: Marcos Júnior Micheletti/Portal TT

 

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Bah
    0
  • 2 Atl
    0
  • 3 Cor
    0
  • 4 Spo
    0
  • 5 Red
    0
  • Veja tabela completa