Ex-presidente do Timão, Gobbi tentará voltar ao cargo nas eleições em novembro. Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

Ex-presidente do Timão, Gobbi tentará voltar ao cargo nas eleições em novembro. Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

O clima eleitoral está cada dia mais quente no Corinthians. Há dois meses das eleições presidências no Timão, um dos principais candidatos, o ex-presidente Mario Gobbi, bateu boca com associados do clube.

Em vídeo que circula pelas redes sociais, Mario Gobbi discute com corintianos na sede social do clube. O candidato se irritou quando uma das pessoas questionou o candidato sobre a contratação de Alexandre Pato, em 2013. Na época, o Timão, presidido por Gobbi, pagou cerca de R$ 40 milhões para contratar o atacante que defendia o Milan.

Visivelmente incomodado e irritado, Gobbi respondeu o questionamento e detonou a atual gestão, presidida por Andrés Sanchez.

“É isso que vocês merecem, essa gestão. Merecem, porque vocês votam nele (Andrés). Vocês não reconhecem quem eu fui aqui no Corinthians, rapaz. Você vai falar que eu fiz dívida aqui no Corinthians? Jogadores que eu contratei, o Roberto (de Andrade) vendeu por R$ 144 milhões. E vocês só falam do Pato, vocês só falam do Pato”, declarou o candidato.

Após irritar Gobbi, o sócio corintiano respondeu dizendo “fiz apenas uma pergunta”. O ex-presidente e declarou que não colaborou para o crescimento da dívida do clube.

“Você fez uma pergunta, não. Você me ‘esnucou’ com o facão, dizendo que eu participei desse 1 bi (bilhão) de dívida quem tem o clube. Um nove avos. Vai estudar antes de perguntar. Eles têm um bando de vagabundos, que fica falando no clube, e vocês caem na conversa deles”, disse Gobbi.

Mário Gobbi disputa a eleição para presidente do Corinthians com Duílio Monteiro Alves e Augusto Mello. A escolha do novo presidente alvinegro acontecerá no dia 28 de novembro.

Ex-presidente explica o episódio e se desculpa

Em nota oficial, Gobbi explicou o episódio e destacou que os vídeos em que aparece exaltado mostram apaenas parte da conversa com os associados do Timão.

"Sempre assumi a minha parcela de culpa nestas duas situações, mas também sempre expliquei os motivos que levaram a esses dois fatos: em relação à dívida, na nossa gestão (2012-2015) fizemos R$ 133 milhões, ou seja, 1/9 do total dos atuais 900 milhões – e que devem chegar a R$ 1 bilhão até o final do ano", diz a nota de Gobbi.

"Quanto ao Pato, era um promissor jogador do Milan e da Seleção Brasileira, com grande potencial técnico e comercial e teve a contratação solicitada pelo treinador e pelo marketing. Reforço ainda que o prejuízo do Alexandre Pato ficou em R$ 13 milhões, já que recuperamos R$ 32 milhões com a venda do Jadson posteriormente", completa.

Gobbi explica que o vídeo não mostra a íntegra da abordagem dos sócios  om ele e pede desculpas por chamar apoiadores de Andrés Sanchez de “vagabundos”.

"Dois vídeos foram divulgados, mas infelizmente mostram o que houve apenas parcialmente. Ou seja, os vídeos não mostram o que houve na íntegra e nem o que e como fui questionado", afirma Gobbi.

"Durante a troca de ideias com o grupo de associados, como puderam ver, me exaltei e peço desculpas a todos por isso, principalmente pelo adjetivo “vagabundos”, que inadvertidamente escapou, no calor dos debates, sentimento e conceito que não nutro por ninguém", completa.

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Bah
    0
  • 2 Atl
    0
  • 3 Cor
    0
  • 4 Spo
    0
  • 5 Red
    0
  • Veja tabela completa