Meia teve ano polêmico em Belo Horizonte. Foto: Vinnicius Silva/Cruzeiro

Meia teve ano polêmico em Belo Horizonte. Foto: Vinnicius Silva/Cruzeiro

A Justiça mineira negou o pedido do meia Thiago Neves para rescindir, de forma indireta, o contrato com o Cruzeiro.

O documento é assinado pelo desembargados Manoel Barbosa da Silva, do Tribunal Regional do Trabalho de Minas Gerais.

A informação foi divulgada inicialmente pelo jornalista Ancelmo Gois, no jornal O Globo.

Thiago Neves, que cobra R$ 16 milhões do clube em salários e direitos trabalhistas, ainda pode recorrer da decisão.

O meia foi afastado do elenco principal na reta final do Campeonato Brasileiro após participar de uma festa no Mineirão um dia antes do jogo contra o Vasco pela rodada 36 da competição.

O detalhe é que o jogador havia sido vetado pelo departamento médico e estava em tratamento de um edema na coxa esquerda.

Apesar das polêmicas durante o ano, Thiago Neves termina a temporada com seis gols em 27 partidas no Brasileirão. Foi artilheiro do time no torneio nacional.

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Int
    12
  • 2 Vas
    10
  • 3 Atl
    9
  • 4 São
    10
  • 5 Pal
    8
  • Veja tabela completa