Treinador argentino deixa o Peixe com apenas 12 jogos. Foto: Ivan Stort/Santos FC

Treinador argentino deixa o Peixe com apenas 12 jogos. Foto: Ivan Stort/Santos FC

O técnico Ariel Holan não comanda mais o Santos. Em coletiva na manhã desta segunda-feira (26), o presidente santista, Andrés Rueda, afirmou que o argentino pediu demissão e deixou o clube.

Holan foi contratado em fevereiro, depois da saída de Cuca. Segundo Rueda, houve foguetório de torcedores na frente da residência do treinador na noite deste domingo (25), depois da derrota no clássico para o Corinthians.

O argentino deixa o Santos depois de 12 partidas: quatro vitórias, três empates e cinco derrotas.

“Ontem, conversando com o treinador após o jogo, de uma maneira muito transparente, ele nos solicitou que seu o contra o Boca (na próxima terça-feira, pela Libertadores) fosse o último à frente do time”, afirmou Rueda.

“Ponderamos, não era o que eu queria. O pessoal confunde projeto de três anos com contrato de três anos com o treinador. Existe uma quebra de contrato de qualquer parte. Ponderamos e de comum acordo aceitamos essa situação. Tentei reverter, não teve jeito. Houve até caso de fogos no apartamento dele. Soltaram rojão. Isso o deixou de uma maneira pouco confortável. Agora de manhã estamos vendo se realmente vai ser nosso técnico com o Boca ou se não vai ser nosso técnico com o Boca. Neste sentido, o clube tem uma coisa boa, uma comissão permanente”, completou o presidente santista.

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Bah
    0
  • 2 Atl
    0
  • 3 Cor
    0
  • 4 Spo
    0
  • 5 Red
    0
  • Veja tabela completa