Dirigente comandou o Alvinegro em período de muitas conquista. Foto: Portal TT

Dirigente comandou o Alvinegro em período de muitas conquista. Foto: Portal TT

Há exatamente um ano, na noite de 13 de julho de 2021, morria um dos mais vitoriosos presidentes da história do Sport Club Corinthians Paulista: Alberto Dualib.

Ele estava com 101 anos de idade, internado no Hospital Santa Catarina, na Avenida Paulista, e a causa de seu óbito não foi informada na ocasião.

Paulista do município de Penápolis, onde nasceu em 14 de dezembro de 1919, pouco mais de nove anos a fundação do Corinthians, Dualib esteve à frente do clube de Parque São Jorge entre 11 de fevereiro de 1993 e 21 de setembro de 2007, sucedendo Marlene Matheus.

Sob sua gestão, uma coleção de troféus. Foram cinco títulos do Campeonato Paulista (1995, 1997, 1999, 2001 e 2003), três do Campeonato Brasileiro (1998, 1999 e 2005), dois da Copa do Brasil (1995 e 2002), um da Liga Rio-São Paulo (2002), o Mundial de Clubes da Fifa (2000), um da Copa Bandeirantes (1994) e um Troféu Ramón de Carranza (1996).

PROBLEMAS COM A JUSTIÇA

Sua situação começou a ficar comprometida quando ele e o seu vice, Nesi Cury, foram acusados pelo Ministério Público de lavagem de dinheiro e formação de quadrilha por conta da nebulosa parceria com a MSI. Segundo o promotor José Reinaldo Guimarães Carneiro, o rombo aos cofres alvinegros, apenas com as notas frias, chegou a R$ 2 milhões. Paralelamente, grupos de torcedores fundaram o movimento "Fora Dualib", que passou a fazer vigília no Parque São Jorge exigindo a renúncia do velho mandatário.
 
Grampos telefônicos colocaram definitivamente um fim à tentativa do cartola de se explicar ao apresentarem provas de que ele e seus pares negociaram o pagamento a um fiscal da Receita Federal para que o clube não fosse autuado. Além disso, Dualib e assessores foram pegos conversando sobre a forma como jogadores contratados pelo Timão receberiam dinheiro no exterior sem o pagamento de impostos.

Alberto Dualib sorri em entrevista concedida ao UOL Esporte; ex-presidente do Corinthians diz não ter tido medo de morrer durante seu processo de impeachment no clube em 29 de maio de 2013.


Alberto Dualib, ex-presidente do Corinthians, bebe água durante a entrevista concedida ao UOL Esporte; cartola disse que Andrés é sua "cria" em 29 de maio de 2013.


Ex-presidente do Corinthians Alberto Dualib durante entrevista concedida ao UOL Esporte, em que fala dos problemas de sua administração em 29 de maio de 2013.


Alberto Dualib, ex-presidente do Corinthians, em entrevista ao UOL Esporte; cartola diz não se arrepender da parceria com a MSI em 29 de maio de 2013


Alberto Dualib e Hortência em evento no ano de 2005


Milton Neves chama Alberto Dualib (com o microfone) para receber a premiação em 1995, no Valle Sports Bar, na Vila Olímpia, em São Paulo (SP)


Os eternos presidentes Eduardo José Farah (FPF), Amílcar Casado (Portuguesa), Mustafá Contursi (Palmeiras), Alberto Dualib (Corinthians) e Paulo Amaral (São Paulo) prestaram homenagem em nome do futebol paulista à família Ermírio de Moraes. A mesa de honra para recepcionar José Ermírio de Moraes Filho, um dos homenagiados, contou com as presenças de Reinaldo Bastos, vice-presidente da FPF; Sonia Franzini, juíza de direito; e Naief Saad Neto, vice-presidente do TJD. Na foto abaixo, José Ermírio de Moraes Filho ergue troféu. Foto reprodução enviada por Carlos Argenti Pereira


Vejam rara imagem de Alberto Dualib com o cabelo grisalho. Foto: Reprodução/Folha de S. Paulo


Approbato segura a taça do bi-campeonato brasileiro 98/99 do "Timão", ao lado do presidente do clube, Alberto Dualib, e do jogador Gilmar Fubá. Foto: Approbato Machado Advogados


Posando com os garotos tricampeões, da esquerda para a direita, Feliz Lacava é o quarto, Alberto Dualib o quinto, Vicente Matheus o sexto e Henrique Alves o Sétimo. Foto: Sarkis


Na foto da equipe que conquistou o tricampeonato do campeonato de futebol de salão Metropolitano, da categoria infanto-juvenil, o terceiro em pé, da esquerda para a direita é Vicente Matheus, seguido por Henrique Alves, Alberto Dualib e o sétimo é Feliz Lacava. Foto: Sarkis


Da esquerda para a direita, o ex-presidente do Corinthians Alberto Dualib é o segundo e Feliz Lacava é o último, ambos em pé. Foto: Sarkis


Da esquerda para a direita em pé estão, Alberto Dualib (o quarto) e Feliz Lacava é (o oitavo). Foto: Sarkis


Acompanhado pelo presidente Alberto Dualib, o primeiro à esquerda, e do ala Denys, Neto, no centro, chega ao Corinthians para fazer história no Clube. Foto: Rede Social


De camiseta branca e óculos pendurado, o ex-presidente do Corinthians, Alberto Dualib, carrega o troféu conquistado no futebol de salão. Reparem no atleta, que aparece abaixado, só de bermuda, se esforçando para conseguir aparecer na foto. Foto: Sarkis


Foto: Arquivo ACEESP


Mauro Naves e Alberto Dualib. Foto: Arquivo ACEESP


Da esquerda para a direita: Citadini, Mauro Naves e Alberto Dualib. Foto: Arquivo ACEESP


Em 1995, após a conquista do Paulistão, em Ribeirão Preto, contra o Palmeiras. Da esquerda para a direita: Rubens Aprobatto Machado (na ocasião vice-presidente da FPF); Antonio Palocci (então prefeito de Ribeirão Preto) e Alberto Dualib, sendo entrevistado por jornalista local. Foto: Miguel Marques e Silva


Chegando à concentração corintiana em Ribeirão Preto para a final do Paulistão, em 1995. Foto: Miguel Marques e Silva


Com a faixa do título de 1995, quando o Corinthians derrotou o Palmeiras por 2 a 1, no estádio Santa Cruz, em Ribeirão Preto. Foto: Miguel Marques e Silva


O primeiro, à esquerda é Nesi Curi, seguido de Wadi Helu. Na cabeceira da mesa, Alberto Dualib conversando com um amigo. Depois está Antoine Gebran, outro convidado e Henrique Alves


Em 1988, com a faixa de Campeão Paulista. Da esquerda para a direita: Joaquim Grava, Henrique Alves, Alberto Dualib e Édson Boaro


No Parque São Jorge, Alberto Dualib, Henrique Alves e Eduardo José Farah


Henrique Alves, Sérgio Gil e Alberto Dualib, em 1988. O diretor trouxe o talentoso Sérgio Gil, à época comparado com Zico, pelo estilo de jogo, junto ao Figueirense, de Santa Catarina. O jovem jogador faleceu no ano seguinte, em um acidente automobilístico


O Corinthians caiu para a Segundona. Pouco antes de ser afastado do comando do clube, Alberto Dualib, levou uma bandeira e uma camisa ao presidente, que é um corintiano declarado. Foto crédito: Ricardo Stuckert, secretaria de imprensa e divulgação da Presidência da República.


Presidente Lula ao lado de Marcelinho Carioca (o primeiro à esquerda) e Neto, dois grandes ídolos da história corintiana, durante a inauguração do Memorial do clube no dia 27 de janeiro de 2008. Atrás de Marcelinho aparece o então presidente do Corinthians Alberto Dualib


O cartola no Terceiro Tempo tentando explicar o inexplicável


Capa do site "foradualib.com.br", criado por corintianos descontentes com os procedimentos do presidente do clube entre 1993 e 2007


 


Dois momentos de Alberto Dualib


Em maio de 2019, imagem de Dualib veiculada em matéria publicada pelo UOL


Encontro em 27 de dezembro de 1994. Da esquerda para a direita, o terceiro é Pedro Mudrey Bassan, seguido por Alberto Dualib. O último é Miguel Marques e Silva


Alberto Dualib, no dia em que completou 99 anos (14 de dezembro de 2018), ao lado de Paulo Garcia


Alberto Dualib, aos 98 anos, e José Paulo da Glória em 14 de dezembro de 2018. Foto: José Paulo da Gloria


Em 1999. Da esquerda para a direita: J. Hawilla, da Traffic, à esq., ao lado de Roberto Muller e Cesar Baez, da Hicks Muse, Alberto Dualib, Clodomil Orsi e Marco Polo del Nero durante entrevista coletiva sobre a venda do controle acionário do departamento de futebol do Corinthians. Foto: Cristina Rebello/Folha Imagem


Helô Campanholo e Alberto Dualib, na Fox, em agosto de 2015


Edvaldo Tietz entrevistando Alberto Dualib em festa da ACEESP. Foto enviada por Edvaldo Tietz

 

 

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Bah
    0
  • 2 Atl
    0
  • 3 Cor
    0
  • 4 Spo
    0
  • 5 Red
    0
  • Veja tabela completa