Presidente da Fifa, Gianni Infantino, festejou a oficialização do novo mundial de clubes (Foto: Fifa/Divulgação)

Presidente da Fifa, Gianni Infantino, festejou a oficialização do novo mundial de clubes (Foto: Fifa/Divulgação)

A Fifa oficializou na manhã desta quinta-feira (24) a realização do novo Mundial de Clubes em 2021. A confirmação, feita durante a reunião do Conselho da entidade em Xangai, acertou a primeira edição deste novo formato que será sediado pela China e contará com 24 participantes.

A decisão foi festejada pelo presidente da entidade máxima do futebol, Gianni Infantino, que destacou a importância de o mundial passar a ser disputado de fato pelos melhores time do planeta.

“É uma decisão histórica para o futebol, porque o conselho da FIFA decidiu hoje, por unanimidade, nomear a China como sede da nova Copa do Mundo da FIFA. O novo (mundial) será uma competição que qualquer um que ama futebol está ansioso para ver. É a primeira Copa do Mundo real e verdadeira onde os melhores clubes competirão. Ela contará com 24 equipes e será realizada entre junho e julho de 2021”, afirmou Infantino.

O novo mundial passa a ser realizado de quatro em quatro anos entre os meses de junho e julho, ocupando o lugar da Copa das Confederações no calendário, disputada sempre um ano antes da Copa do Mundo. As edições de 2019 e 2020 do antigo mundial de clubes, ainda com seis participantes, acontecerão normalmente. O Catar sediará o torneio nas duas temporadas.

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Fla
    77
  • 2 Pal
    67
  • 3 San
    64
  • 4 Grê
    56
  • 5 São
    52
  • Veja tabela completa