Britânico ganhou o GP de Eifel e agora soma 91 vitórias. Foto: Mercedes-AMG F1

Britânico ganhou o GP de Eifel e agora soma 91 vitórias. Foto: Mercedes-AMG F1

Em território alemão, na disputa do GP de Eifel, em Nurburgring, o britânico Lewis Hamilton (Mercedes) igualou o recorde de vitórias de Michael Schumacher, chegando ao seu 91º triunfo na Fórmula 1. 

Partindo do segundo lugar no grid, Hamilton, de 35 anos, até ameçou tomar a ponta de seu compaheiro de equipe Bottas na largada, mas o finlandês se recuperou para completar o primeiro giro à frente.

Mas isso durou apenas até a volta 13, quando o Bottas errou uma freada, "fritou" seu pneu dianteiro direito e Hamilton o superou e não voltou mais a ser ameaçado pelo finlandês, que acabou por abandonar a prova no giro 19, com problema em sua unidade de potência.

Assim, ainda que Max Verstappen tivesse bom ritmo com a Red Bull, o inglês colocou seu nome mais uma vez na história da Fórmula 1, em uma prova que também marcu um número histórico. Oficialmente foi o GP 323 de Kimi Raikkonen (Alfa Romeo), superando em um a marca que pertencia a Rubens Barrichello.

Hamilton recebeu a bandeira quadriculada em primeiro, Max Verstappen em segundo e Daniel Ricciardo em terceiro, dando à Renault o primeiro pódio da equipe francesa desde seu retorno à F1 em 2016.

Sergio Pérez (Racing Point) lutou pelo pódio mas precisou se contentar com o quarto lugar. Em quinto, Carlos Sainz Jr., com a McLaren, e Pierre Gasly, em ótima performance com a Alpha Tauri, fechou a lista dos seis primeiros. Destaque também para o alemão Nico Hulkenberg, chamado às pressas para substituir Lance Stroll, que sentiu-se mal ontem. Hulkenberg sequer participou do único treino livre no sábado, largou em 20º e terminou na zona de pontuação, em oitavo.

Bela corrida de Nico Hulkenberg. O alemão chegou às pressas no sábado para substituir Lance Stroll, largou em último e terminou em oitavo. Foto: BWT Racing Point F1 Team

PRÓXIMA ETAPA

Em duas semanas a F1 estará em Portimão, para o GP de Portugal, em 25 de outubro.

CLASSIFICAÇÃO FINAL DO GP DE EIFEL, EM NURBURGRING (ALEMANHA)

A PROVA

Na largada, Hamilton até chegou a fazer a primeira curva na frente, mas Bottas não arrefeceu na sequência e voltou à liderança que havia assegurado com a pole. Nenhum incidente no complemento da primeira volta, que ao seu término teve, pela ordem: Bottas, Hamilton, Verstappen, Leclerc, Ricciardo e Albon.

Arrefecida a disputa pela liderança, as atenções se voltaram para Leclerc e Ricciardo, lutando pelo quarto lugar.

Em sexto, imediatamente atrás de Ricciardo, Albon foi aos boxes para trocar de pneus, tentando uma estratégia para superar os dois à sua frente após suas paradas.

Na volta 9, por fora na curva 2, Ricciardo superou Leclerc para subir ao quarto lugar. Lindíssma manobra do australiano sobre o monegasco.

As posições na volta 10: Bottas, Hamilton, Verstappen, Ricciardo, Leclerc e Norris.

Troca de pneus para Leclerc na volta 11, mesmo giro em que Vettel escapou da pista, após frear forte na aproximação para tentar ultrapassar Giovinazzi, na disputa pelo nono lugar.

Chuva ameaçando mudar as estratégias. Alguns pingos em pontos em alguns setores.

HAMILTON ASSUME A PONTA!

O diretor de imagens precisou rapidamente direcionar à disputa pelo primeiro lugar na volta 13, quando Bottas errou a freada, fritou forte seu pneu dianteiro direito, o que permitiu com que Hamilton o superasse. Em seguida, Bottas foi para sua troca de pneus.

QUASE CAPOTA!

Raikkonen tocou em Russel, que quase capotou com sua Williams. Com o pneu traseiro direito furado e outras avarias na suspensão, fim de prova para o inglês.

SAFETY-CAR VIRTUAL

Na volta 17, por conta de detritos na pista da batida entre Raikkonen e Russel, o safety-car virtual foi acionado, mas brevemente os carros puderam voltar a acelerar. Hamilton e Verstappen aproveitaram para fazer suas trocas de pneus.

Albon jogou seu carro para cima de Kvyat. A Alpha Tauri do russo perdeu o aerofólio dianteiro e ele precisou ir aos boxes para que o reparo fosse feito. Albon sob investigação pela manobra.

ABANDONO DE BOTTAS

Fim de prova para o pole Valtteri Bottas. O finlandês, enfrentou avaria em sua unidade de potência e deixou a competição na volta 19. Em seguida, mais um abandono, de Ocon, com a Renault. Este com um problema hidráulico.

DISPUTA QUASE DOMÉSTICA...

Gasly tentando manter sua sétima colocação, segurou bem Albon para se garantir à frente do tailandês. A disputa merece destaque pois o francês Gasly, da Alpha Tauri, é apontado como possível substituto de Albon na Red Bull. Em seguida, na volta 25, fim de prova para Albon, outro com problema eletrônico.

Problema com Lando Norris. O britânico comunicou os engenheiros da McLaren sobre uma perda de potência. Pelo rádio, o piloto foi instruído a algumas mudanças nos comando do volante, mas isso não surtiu efeito e ele, então em terceiro, começou a perder posições, incluindo a qunta na volta 31.

As posições na volta 35: Hamilton, Verstappen, Ricciardo, Leclerc, Pérez e Sainz.

Disputa intensa pela quarta posição. Pérez conseguiu superar Leclerc mas o monegasco recuperou seu lugar. Na volta 36, com mais força de motor e arriscando na freada, Pérez finalmente conseguiu ultrapassar definitivamente Leclerc, que foi aos boxes para sua segunda troca de pneus.

As posições na volta 40: Hamilton, Verstppen, Ricciardo, Pérez, Sainz e Norris.

Mais uma troca de pneus para Vettel, que havia perdido posições para Leclerc e Gasly. O alemão foi aos boxes para mudar seus compostos no giro 44.

Hamilton, líder, mantendo vantagem na casa de 10 segundos para Verstappen na volta 44, mesma em que Norris abandonou. Sua McLaren até recuperou-se após os problemas acusados pelo piloto do carro #4, mas ele foi obrigado a encostar o carro na área de escape. Como o local era de risco, o safety-car entrou na pista, reagrupando o pelotão.

Muitos carros para troca de pneus e o safety-car deixou a pista na volta 50.

Reiniciada a prova, emoção para as dez voltas finais.

Na relargada, Hamilton foi inteligente na aceleração e manter-se à frente, mas Ricciardo pareceu com mais ímpeto sobre Verstappen, mas as posições do pelotão da frente ficaram inalteradas.

As posições na volta 51: Hamilton, Verstappen, Ricciardo, Pérez, Sainz e Leclerc.

Bela manobra de Gasly sobre Leclerc para ganhar a sexta posição na volta 51.

Vettel e Magnussen chegaram a tocar-se na disputa pelo 11º lugar na volta 56.

À frente, com ritmo seguro e vantagem na casa de 3s3 sobre Verstappen, Hamilton cruzou a linha de chegada em primeiro para vencer pela 91ª vez na Fórmula 1, igualando o recorde de Michael Schumacher. Depois de Hamilton, Verstappen e Ricciardo, que conseguiu o primeiro pódio da Renault desde a volta da equipe francesa à categoria, em 2016.

CALENDÁRIO COMPLETO DA TEMPORADA DE 2020 DA F1:

5 de julho – GP da Áustria (Spielberg) - Vitória de Valtteri Bottas (Mercedes) - Pole de Bottas (1min02s939)
12 de julho – GP da Estíria (Spielberg) - Vitória de Lewis Hamilton (Mercedes) - Pole de Hamilton (1min19s273)
19 de julho – GP da Hungria (Hungaroring) - Vitória de Lewis Hamilton (Mercedes) - Pole de Hamilton (1min13s447)
2 de agosto – GP da Grã-Bretanha (Silverstone) - Vitória de Lewis Hamilton (Mercedes) - Pole de Hamilton (1min24s303)
9 de agosto – GP do Aniversário de 70 anos da Fórmula 1 (Silverstone) - Vitória de Max Verstappen (Red Bull-Honda) - Pole de Bottas (1min25s154)
16 de agosto – GP da Espanha (Barcelona) - Vitória de Lewis Hamilton (Mercedes) Pole de Hamilton (1min15s584)
30 de agosto – GP da Bélgica (Spa-Francorchamps) - Vitória de Lewis Hamilton (Mercedes) - Pole de Hamilton (1min41s252)
6 de setembro – GP da Itália (Monza) - Vitória de Pierre Gasly (Alpha Tauri-Honda) - Pole de Hamilton (1min18s887)
13 de setembro - GP da Toscana (Mugello) - Vitória de Lewis Hamilton (Mercedes) - Pole de Hamilton (1min15s144)
27 de setembro - GP da Rússia (Sochi) - Vitória de Valtteri Bottas (Mercedes) - Pole de Hamilton (1min31s304)
11 de outubro - GP do Eifel (Alemanha, em Nurburgring) - Vitória de Lewis Hamilton (Mercedes)Pole de Bottas (1min25s269)
25 de outubro - GP de Portugal (Portimão)
1º de novembro - GP da Emilia Romagna (Imola)
15 de novembro - GP da Turquia (Istambul)
29 de novembro - GP do Bahrein (Sakhir)
6 de dezembro - GP do Bahrein (Sakhir)
13 de dezembro - GP de Abu Dhabi (Yas Marina)


   

 

CLIQUE AQUI PARA ACESSAR A HOME DE AUTOMOBILISMO DO PORTAL TERCEIRO TEMPO

CLIQUE AQUI PARA ACESSAR O CANAL DO BELLA MACCCHINA NO YOU TUBE

 

 

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Bah
    0
  • 2 Atl
    0
  • 3 Cor
    0
  • 4 Spo
    0
  • 5 Red
    0
  • Veja tabela completa