Gerente de futebol do Peixe destacou trabalho de formiguinha para fortalecer o clube. Foto: Ivan Storti/Santos FC

Gerente de futebol do Peixe destacou trabalho de formiguinha para fortalecer o clube. Foto: Ivan Storti/Santos FC

A temporada 2021 não foi fácil para o Santos e seu torcedor, mas no que depender do gerente de futebol, Edu Dracena, a história será diferente no próximo ano. Rsponsável por buscar reforços para o time do técnico Fábio Carille, o ex-zagueiro destacou, em entrevista ao GE, o trabalho para fortalecer a equipe, com o objetivo de não passar sustos em 2022, ainda que as dificuldades financeiras sejam muitas.

“Sabemos o momento que o clube está vivendo financeiramente. Temos que tentar alternativas para tirar o time dessa situação. Precisamos montar um time competitivo para não passar sustos como foi nesse ano. Tenho muito trabalho e muita coisa para fazer, mas vai requerer tempo. Não vai ser da noite para o dia. É trabalho de formiguinha”, declarou o cartola.

Com pouco dinheiro para investir em contratações, Dracena explicou que tentará atender aos pedidos do treinador trazendo jogadores de qualidade.

“O nosso objetivo é qualidade. Vejo o elenco do Santos com potencial e penso que faltam algumas peças. Com essas peças chegando, fazendo uma pré-temporada com o mesmo treinador virando o ano, acredito que seremos ainda mais competitivos”, afirmou.

Ídolo do clube como jogador, Edu conhece bem o Peixe e, apesar das dificuldades do momento atual, garante que o clube vai se levantar e voltar a brigar por títulos.

“O Santos passou por momentos difíceis depois da minha época (como jogador). Mas o Santos sempre vai ressurgir. É um time grande, mas que não tem tanta pressão como os outros times. O jogador se sente à vontade. Não sei se é a cidade, o ambiente, mas é diferente para jogar e trabalhar. Se o Santos se organizar 50%, será uma potência no futebol. Mesmo com tudo pelo que o Santos passou, ele ainda consegue surgir com jogadores, brigar por coisas. Isso desorganizado. O Santos tem que se profissionalizar. Não importa se é santista, se mora na cidade. Se o profissional tiver competência, é isso. Se não tiver, traga outro que tenha. Não pode ser cabide de emprego. É isso que eu penso para o Santos hoje. Tem que se modernizar e profissionalizar para retomar as conquistas que marcaram a história do clube”, comentou Dracena.

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Bah
    0
  • 2 Atl
    0
  • 3 Cor
    0
  • 4 Spo
    0
  • 5 Red
    0
  • Veja tabela completa