Marcos Braz afirmou que não consulta Jesus sobre questões financeiras no Mengão. Foto: Alexandre Vidal / Flamengo

Marcos Braz afirmou que não consulta Jesus sobre questões financeiras no Mengão. Foto: Alexandre Vidal / Flamengo

O time principal do Flamengo ainda nem se reapresentou, mas a temporada já está agitada. Declarações do técnico Jorge Jesus, que criticou os valores da possível venda de Reinier ao Real Madrid, e a demissão conturbada do gerente de futebol, Paulo Pelaipe, que deixou o clube na última segunda-feira (6), abalaram as estruturas da Gávea.

Em conversa rápida com jornalistas nesta quarta-feira (8), o vice-presidente de futebol flamenguista, Marcos Braz, se manifestou. O cartola rebateu Jorge Jesus e afirmou que o técnico não é consultado sobre questões financeiras.

"Quando trouxemos o Jorge, acreditávamos no trabalho dele. Mas na parte financeira não preciso dele para fazer essa análise. Ele tem a análise dele, que eu não vou discutir", disse Braz respondendo o treinador que na última semana afirmou que o Flamengo deveria valorizar mais seus atletas e que Reinier deveria ser vendido por um valor acima dos 30 milhões de euros.

Sobre a saída de Pelaipe, Braz, que tinha no gerente de futebol seu braço direito no comando da equipe, se mostrou tranquilo e evitou entrar em polêmicas.

“Não fomos comunicados da não renovação. Com todos os jogadores, o clube nunca comentou que não renova. Estou aqui, tinha uma entrevista marcada, Pelaipe estaria. A gente desmarcou. Não tinha sentido eu vir aqui e não falar. Não fomos avisados. Pedimos a renovação em dezembro. Mas não foi possível. Simples. Tinha uma relação muito boa com o Pelaipe. Não vou atribuir a A, B, C. Não vou falar nomes. Minha relação com o presidente é boa. Não tenho nenhum desconforto”, declarou o cartola.

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Fla
    90
  • 2 San
    71
  • 3 Pal
    71
  • 4 Grê
    65
  • 5 Ath
    63
  • Veja tabela completa