Foto: Reprodução/Instagram

Foto: Reprodução/Instagram

O ginasta Diego Hypolito foi um dos convidados do programa “Altas Horas” do último sábado (30). Na atração apresentada por Serginho Groisman na TV Globo, Hypolito falou sobre a repercussão da foto que tirou com o presidente Jair Bolsonaro no último dia 21.

"Quando encontrei com Bolsonaro, que foi um pedido dele, fui muito atacado. Eu fui em prol do esporte, da cultura, da educação, que estão deixadas de lado. Quando você aparece em uma foto, parece que você apoia todas as intolerâncias. Escutei todas as ameaças possíveis e imaginárias contra mim e minha família. E não é fácil", iniciou Hypolito.

"Eu me lembrei até de uma coisa. Quando eu caí em Pequim, eu fui para uma balada, e similar como aconteceu agora, levei um tapa na cara de uma pessoa que eu nem conhecia. E desta vez eu tive que ser retirado da balada, porque as pessoas estavam tentando me bater, simplesmente porque eu tirei uma foto com o presidente. (...) Nunca imaginei que eu ia precisar andar com um segurança, e eu precisei contratar um segurança porque estava com medo. Isso é uma coisa absurda, principalmente pelo meu público", encerrou o ginasta.

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Fla
    90
  • 2 San
    71
  • 3 Pal
    71
  • 4 Grê
    65
  • 5 Ath
    63
  • Veja tabela completa