Carlos Sanchéz estreou com a camisa do Santos no dia 4 de agosto

Carlos Sanchéz estreou com a camisa do Santos no dia 4 de agosto

Do UOL, em Santos (SP)

Oficializado pelo Santos logo após a Copa do Mundo de 2018, o uruguaio Carlos Sanchéz chegou ao clube junto com outros dois reforços estrangeiros contratados pela diretoria para o segundo semestre - o costarriquenho Bryan Ruiz e o paraguaio Derlis González. E ele precisou de pouco mais de um mês para `deixar para trás´ os outros gringos e se tornar o personagem mais falado não só fora de campo, por tudo que envolveu sua escalação irregular e a eliminação na Libertadores, mas também dentro dele, com atuações de encher os olhos de Cuca.

Carlos Sanchéz estreou com a camisa do Santos no dia 4 de agosto, no empate contra o Botafogo fora de casa. Depois, jogou – sempre como titular – diante de Ceará, Sport e Independiente, no jogo que terminou 0 a 0 e acabou virando 3 a 0 a favor dos argentinos depois de decisão no tribunal. Foi justamente depois do jogo na Argentina que Sanchéz virou alvo de uma das maiores polêmicas da história do Santos. Mas o jogador uruguaio não se abalou. Pelo contrário.

Em meio à polêmica, Sanchéz fez uma de suas melhores partidas pelo Santos na vitória por 2 a 0 contra o Bahia. Três dias depois, viveu algo raro em sua vitoriosa carreira ao saber que a sua escalação irregular na Argentina provocou uma derrota por 3 a 0 para sua nova equipe. Além disso, só soube que poderia jogar a partida de volta, no Pacaembu, horas antes do jogo.

Apesar de toda turbulência e da pressão envolvida em seu nome, uma vez que o Santos teve a sua crise interna ampliada ainda mais por conta dessa situação, Sanchéz atuou na partida de volta e, apesar da atuação discreta, foi titular e um dos mais participativos do time. O 0 a 0 acabou eliminando o Santos, mas Sanchéz estava perto de sua melhor atuação pelo clube.

Neste sábado (1), diante do Vasco, Gabigol deixou o campo do Maracanã como destaque, com três gols na vitória por 3 a 0. Mas Sanchéz, mesmo sem ir às redes, foi apontado como um dos principais jogadores do Santos. Com diversos desarmes e ótima atuação ofensiva, inclusive com uma assistência para o segundo gol e um quase gol (que parou na trave), Sanchéz conquistou de vez o técnico Cuca, que enalteceu o desempenho do jogador uruguaio na coletiva pós-jogo.

"Contra o Bahia foi fundamental, contra o Independiente, muito mal, sem preparo. Dorme suspenso, toma café, de repente está livre para jogar. `Não vou colocar´. Mas aí passa, `toda a confusão foi por ele´. Preparo é tudo, hoje, foi um dos melhores", analisou Cuca.

Com a atuação de gala no Maracanã, Sanchéz se firma cada vez mais como o principal reforço gringo contratado pelo Santos durante a Copa do Mundo. Bryan Ruiz, que chegou com mais prestígio e a responsabilidade de ser o armador que o Santos precisava, ainda não vingou. Até aqui foram cinco jogos, apenas um como titular. Já Derlis Gonzalez foi às redes contra o Bahia com um belo gol, mas tem só três jogos como titular e voltou a ser reserva diante do Vasco.

Foto: Ale Cabral/AGIF (via UOL)

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Fla
    90
  • 2 San
    71
  • 3 Pal
    71
  • 4 Grê
    65
  • 5 Ath
    63
  • Veja tabela completa