Lateral são-paulino se colocou à disposição do técnico Crespo para encarar o Verdão. Foto: Lucas Figueiredo/CBF

Lateral são-paulino se colocou à disposição do técnico Crespo para encarar o Verdão. Foto: Lucas Figueiredo/CBF

Cansado após longa e desgastante viagem do Japão até o Brasil? Não para Daniel Alves. De volta ao país após conquistar a medalha de ouro com a seleção brasileira na Olimpíadas de Tóquio, o lateral se mostrou disposto a enfrentar o Palmeiras, na próximo terça-feira (10), pela Libertadores.

Em seu desembarque, Dani afirmou que vai se reapresentar o quanto antes ao São Paulo e se colocar à disposição do técnico Hernán Crespo para reforçar o Tricolor no jogo de ida das quartas de final da competição sul-americana.

“Tem que perguntar ao Crespo, estou aqui. Vou para casa, deixar minhas coisas, dar um abraço nos meus e depois direto pra concentração. Eu vou estar à disposição, mas não escalo o time. Estou preparado para jogar, fazer o que sempre fiz até o momento, que é representar meus companheiros, o clube que eu amo e os torcedores que gostam de mim”, afirmou o camisa 10 são-paulino ainda no aeroporto.

O lateral ainda respondeu aos torcedores que o criticaram por deixar o São Paulo para servir à seleção nas Olimpíadas, desfalcando o Tricolor em jogos importantes. Para o experiente jogador, a chateação da torcida é natural.

“É normal. Torcedor me quer no clube, eu também quero. Mas quando é a chamada do país, a gente tem que atender. Mas enfim, agora estou de volta. (O ouro) É uma conquista especial, sem dúvida. Acho que é a maior da minha carreira, pelas circunstâncias”, disse.

Reforçado por Daniel, o São Paulo encara o Palmeiras nesta terça-feira (9), às 21h30, no estádio do Morumbi.

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Bah
    0
  • 2 Atl
    0
  • 3 Cor
    0
  • 4 Spo
    0
  • 5 Red
    0
  • Veja tabela completa