Capitão da equipe reconheceu o futebol ruim no Tricolor. Foto: Twitter/São Paulo FC

Capitão da equipe reconheceu o futebol ruim no Tricolor. Foto: Twitter/São Paulo FC

Capitão, líder e nome de maior peso no elenco do São Paulo, Daniel Alves saiu em defesa do técnico Fernando Diniz. Em entrevista coletiva no dia seguinte após a derrota por goleada diante do Internacional, no quarto jogo sem vitória do Tricolor no Brasileirão, o camisa 10 explicou o mau momento da equipe e elogiou o trabalho de seu treinador.

“O trabalho do Diniz é espetacular por uma razão. Não foi um treinador que teve muitas possibilidade de contratações, e segundo que foi um treinador que teve que potencializar, ensinar e encorajar jogadores que estavam desacreditados por todos, pela imprensa, por nossos torcedores, a dar um passo a frente, a ser muito melhor do que eram, a performar bem, conseguir ser alguém respeitado. O grande trabalho do Diniz vem a partir do momento em que ele não se preocupa só em criar grandes jogadores, mas sim grandes seres humanos, que vão sair melhor do que eram daqui”, disse Daniel, que ainda lembrou o episódio do treinador com Tchê Tchê. Daniel destacou que as broncas de Diniz são por boa causa e afirmou que o grupo gosta muito do técnico.

“O momento do Tchê Tchê sempre é elevado massivamente por vocês, mas é que vocês não conhecem ele no dia a dia, teriam outra impressão. Até pra pior, ele tem o jeitão dele de ser. A gente ama muito esse cara, quem dera todo ser humano tivesse um Diniz na sua vida, seriam melhores, sem dúvida”, declarou.

O camisa 10 tricolor reconheceu que o momento não é bom. Mas apesar do futebol, Daniel não joga a toalha e destacou que segue acreditando na reação da equipe.

“É evidente que não estamos contentes, não estamos satisfeitos. É evidente que nosso torcedor não está satisfeito, e é aceitável, mas tenho certeza que nós não estamos, tipo, melhores que eles. Nós somos quem sofre, quem trabalha, tentamos levar o melhor para eles, mas infelizmente não foi possível nos últimos jogos. Mas a gente vai continuar”, afirmou.

“Acredito que no futebol isso acontece, nós que estamos há muitos anos nisso, sabemos que os times oscilam. Talvez oscilamos no momento errado, mas não tão assim, faltam sete jogos. Precisamos aprender a não oscilar tanto, esse é o ponto negativo do momento, oscilamos e fizemos apenas um ponto, quando tínhamos uma sequência de quase 12 jogos sem derrota. Agora vai chegar o momento mais importante da temporada, precisamos recuperar”, completou o capitão tricolor.

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Bah
    0
  • 2 Atl
    0
  • 3 Cor
    0
  • 4 Spo
    0
  • 5 Red
    0
  • Veja tabela completa