Meia peruano deixou o Peixe em fevereiro de 2020, transferindo-se para o Pachuca. Foto: Ivan Storti/Santos FC

Meia peruano deixou o Peixe em fevereiro de 2020, transferindo-se para o Pachuca. Foto: Ivan Storti/Santos FC

A saída conturbada domeia Christian Cueva do Santos ainda tem importantes desdobramentos. De acordo com o Uol Esporte, o jogador peruano e o Pachuca, do México, foram condenados pela Fifa a pagar R$ 37.664.106,00 ao Santos pela quebra unilateral de contrato do atleta com o Peixe.

Solidário ao jogador, os mexicanos devem bancar o pagamento ao time da Vila Belmiro. A Fifa chegou a decisão ainda no dia 10 de dezembro, explica a publicação. Mas o caso ainda cabe recurso no TAS (Tribunal Arbitral do Esporte).

O Santos ainda precisa pagar R$ 694.839,00 a Cueva, valor referente a pagamentos atrasados que o jogador tinha a receber na época em que deixou a Vila Belmiro.

Contratado pelo Santos no início de 2019, Cueva pouco jogou ao longo da temporada e deixou o Peixe em fevereiro de 2020, acertando sua transferência para o Pachuca. Cueva justifica a rescisão unilateral pela falta de compromissos do clube no pagamento das dívidas que tinha com o jogador. O clube mexicano, acusado pelo Peixe de ter aliciado Cueva, afirma que não ter induzido o jogador à quebra de contrato.

Depois de passagem apagada pelo Pachuca, Cueva se transferiu para o Yeni Malatyaspor, da Turquia.

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Bah
    0
  • 2 Atl
    0
  • 3 Cor
    0
  • 4 Spo
    0
  • 5 Red
    0
  • Veja tabela completa