Meia peruano está treinando no clube mexicano enquanto não decide seu futuro. Foto: Ivan Storti/Santos FC

Meia peruano está treinando no clube mexicano enquanto não decide seu futuro. Foto: Ivan Storti/Santos FC

Em rota de colisão com o Santos, o meia Christian Cueva alega atrasos de pagamento para pedir sua rescisão de contrato na Fifa. De acordo com informações do jornal A Tribuna, de Santos, o peruano cobra R$ 1 milhão referentes a direitos de imagens que, segundo o jogador, não foram pagos pela direção alvinegra.

Acionado pela Fifa após pedido de Cueva, o Peixe tem até a próxima quarta-feira (12) para responder a entidade máxima do futebol. O clube nega os atrasos nos pagamentos ao peruano.

Enquanto não decide sua saída do Peixe, Cueva treina com o Pachuca-MEX, clube com quem tem tudo acertado para assinar contrato. O Santos por sua vez, segundo A Tribuna, estabeleceu um preço para liberar o jogador ao clube mexicano: 100 milhões de euros.

Como explica a reportagem, a Federação Mexicana, a pedido do Pachuca, solicitou a transferência de Cueva na Fifa. A entidade, então, notificou a CBF que repassou o pedido ao Peixe e determinou que o clube apresente sua defesa até o dia 12 de fevereiro, quando, ainda de acordo com A Tribuna, o alvinegro diz que provará a inexistência de débitos com o jogador. Ainda assim, Cueva deve conseguir a liberação para atuar temporariamente no Pachuca e o Santos estabelecerá uma cláusula indenizatória no valor de 100 milhões. Sabendo do alto valor, o Peixe tem como objetivo receber do Pachuca U$ 7 milhões de euros, valor que o clube da Vila Belmiro deve pagar ao Krasnodar pelo peruano.

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Int
    12
  • 2 Vas
    10
  • 3 Atl
    9
  • 4 São
    10
  • 5 Pal
    8
  • Veja tabela completa