Ex-goleiro da Raposa cobra salários, direitos de imagem e FGTS atrasados. Foto: Bruno Haddad/Cruzeiro

Ex-goleiro da Raposa cobra salários, direitos de imagem e FGTS atrasados. Foto: Bruno Haddad/Cruzeiro

O goleiro e ídolo Fábio não ficará no Cruzeiro e o motivo, segundo o clube mineiro, é esportivo e financeiro. Segundo informações do site Goal, a dívida da Raposa com o goleiro pesou na negociação de um novo contrato.

De acordo com a publicação, os débitos do Cruzeiro com Fábio se aproximam de R$ 12 milhões e o objetivo da nova gestão é incluir o goleiro no condomínio de credores que serão pagos pela SAF criada pelo clube, e que tem como acionista majoritário o ex-atacante Ronaldo – após se transformar em SAF, a Raposa ganhou um prazo para renegociar as dívidas em até dez anos.

As dívidas com o camisa 1 começaram em 2019, segundo a publicação, ano em que o clube foi rebaixado. Os valores estão ligados a FGTS, direitos de imagens e salários atrasados. O goleiro, de acordo com o Goal, gostaria que a nova gestão cruzeirense apresentasse uma forma de pagamento dessa quantia, mas o tema sequer foi debatido entre as partes.

Fora dos planos do projeto esportivo, Fábio recebeu uma proposta para seguir no Cruzeiro por apenas três meses, para se despedir do clube nesse período. No novo vínculo, a diretoria propunha uma drástica redução salarial do goleiro. A justificativa cruzeirense, em nota emitida nesta quinta-feira (6), é de que o clube tem grande desafio para sobreviver e, desse modo, a responsabilidade econômica pesou para a não continuidade do camisa 1.

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Bah
    0
  • 2 Atl
    0
  • 3 Cor
    0
  • 4 Spo
    0
  • 5 Red
    0
  • Veja tabela completa