Foto: Vinnicius Silva/Cruzeiro/Via UOL

Foto: Vinnicius Silva/Cruzeiro/Via UOL

O principal objetivo do Cruzeiro nesta primeira fase do Campeonato Mineiro pode não ser alcançado. Apesar de ainda estar invicto no ano, o clube sustenta apenas a terceira colocação na tabela, e poderá enfrentar seus rivais em uma eventual disputa de mata-mata sem a vantagem de se classificar com uma vitória e uma derrota pela mesma diferença de gols. Neste sábado, a equipe joga suas últimas fichas na partida contra o Tupi, em Juiz de Fora, mas o fato de não depender apenas de si já faz a Raposa ensaiar os primeiros discursos de lutar pelo segundo lugar geral.

Os quatro empates do time nos nove jogos já disputados colocam o Cruzeiro na terceira colocação, a três pontos do líder Atlético e a dois do América. Faltando apenas dois jogos para o fim da primeira fase, somente uma combinação de resultados daria o topo à equipe de Mano Menezes: primeiro, o Cruzeiro tem que ser impecável e buscar os seis pontos restantes. Além disso, o Galo não pode vencer mais nenhum compromisso, enquanto o Coelho poderá até triunfar, mas ainda correrá o risco de decidir uma eventual liderança com o Cruzeiro no saldo de gols.

"Ficou mais difícil (chegar em primeiro), porque deixamos oito pontos para trás, são pontos demais. Em função disso, vamos chegar, provavelmente, no máximo, em segundo lugar da classificação geral. A gente sempre tem que jogar com a realidade da nossa posição. Quando você tem a vantagem, você joga com a vantagem. Se não tem a vantagem, você joga para desmanchar ela", comentou Mano, se referindo aos quatro empates do Cruzeiro na competição: contra o Boa Esporte, URT, Atlético e América.

Embora tenha ocorrido poucas vezes nos últimos anos, a vantagem na primeira fase já decidiu o Campeonato Mineiro. Assim como aconteceu em 2014, o Cruzeiro também foi campeão no ano passado por causa da melhor colocação que o rival Atlético. Após perder o primeiro jogo por 3 a 1, venceu por 2 a 0 a partida de volta e levou a taça.

Partida pode rebaixar o Tupi

O compromisso em Juiz de Fora também irá influenciar diretamente o destino do Tupi no estadual. Tradicional equipe do estado e acostumado a jogar as fases mais decisivas, o time amarga a lanterna da competição com quatro pontos. Uma derrota em casa decretará o rebaixamento para o Módulo II do Mineiro. Se empatar, o Galo Carijó ainda seguirá respirando por aparelhos, mas ainda dependeria de uma vitória e de duas derrotas do Guarani de Divinópolis.

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Fla
    64
  • 2 Pal
    54
  • 3 San
    51
  • 4 São
    46
  • 5 Cor
    44
  • Veja tabela completa